Segundo informações da jornalista Gabriela Moreira, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) concluiu o relatório sobre o caso da morte dos 10 jovens jogadores da base do Flamengo, sendo dois catarinenses, no Centro de Treinamento do Ninho do Urubu, em 2019.

Nove pessoas foram indiciadas por homicídio culposo. Ex-presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello ficou fora da lista. Em janeiro, ele foi uma das 11 pessoas denunciadas pelo Ministério Público por incêndio culposo.

O relatório ainda precisa ser submetido a votação pelo plenário da Alerj, o que deve acontecer na próxima semana.

Caso seja aprovado, ele segue para o Ministério Público que pode fazer nova denúncia ou anexar à denúncia já existente.

Veja os indiciados pela CPI

  • Márcio Garotti - ex-diretor financeiro do Flamengo
  • Carlos Noval - ex-diretor da base do Flamengo, atual gerente de transição do clube
  • Marcelo Sá - engenheiro do Flamengo
  • Luiz Felipe Pondé - engenheiro do Flamengo
  • Claudia Pereira Rodrigues - NHJ (empresa que forneceu os contêineres)
  • Weslley Gimenes - NHJ
  • Danilo da Silva Duarte - NHJ
  • Fabio Hilário da Silva - NHJ
  • Edson Colman da Silva - técnico em refrigeração

Relator da CPI, o deputado Rodrigo Amorim apontou como principais causas do incêndio:

  • estrutura dos contêineres incompatível com a destinação (dormitórios);
  • diversas irregularidades estruturais e elétricas; ausência da devida manutenção no aparelho de ar-condicionado;
  • material de preenchimento interno dos painéis dos contêineres que facilitou a propagação do incêndio;
  • ausência de saída de emergência e utilização de portas de correr nos módulos sujeitas a travamento com o incêndio;
  • ausência de regularidade na autorização de funcionamento, local interditado e sem certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros

Além disso, o documento faz duras críticas às negociações do clube com as famílias das vítimas e afirma que gestão de Rodolfo Landim age com "falta de humanidade" e que o assunto não é tratado como "prioridade".

Fonte: Gabriela Moreira