A fase já não estava boa e os quatro gols sofridos na tarde de ontem e, consequentemente, a eliminação da Copa do Brasil pelo Santo André, foi o estopim para inflamar ainda mais a torcida, insatisfeita com os rumos do Criciúma Esporte Clube.

Na noite desta quinta-feira, alguns torcedores se deslocaram até o Estádio Heriberto Hülse onde realizam o “Funeral no HH”, para representar a morte do time pela atual gestão, segundo a organização do manifesto pacífico.

Vestindo roupas pretas, usando velas, e claro, faixas contra o diretor Jaime Dal Farra, parte dos apaixonados pelo clube deram início ao ”funeral”.

Objetivo

O objetivo, conforme os organizadores, é de mostrar o descontentamento com o atual momento do clube e pela saída, ou mudança, da atual gestão.

A Polícia Militar acompanha o ato e até o momento nenhum tumulto foi registrado.