Com alegação de mau uso do VAR no jogo contra o Internacional pelo Campeonato Brasileiro de 2020, um torcedor do Vasco entrou na Justiça para tentar anular o jogo.

A intenção é que a partida vencida pelo time gaúcho por 2 a 0 perca a validade, o que poderia evitar o rebaixamento do clube.

O caso foi distribuído para a 38ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e a juíza Flavia Justus ainda não tomou nenhuma decisão.

No último mês de março, o Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva não acatou o recurso do próprio Vasco e manteve o placar do jogo.

“É cliente e amigo do escritório, que ficou bastante indignado com a questão do VAR. Analisando a situação do jogo que mostra o lance do primeiro gol do Internacional, aguardamos a decisão da Justiça Desportiva. O Vasco não pode recorrer à Justiça Comum, agora, uma ação popular qualquer um pode. O torcedor tem legitimidade, sim, para fazer essa alegação. A gente sabe que é difícil, mas sabemos das irregularidades cometidas no jogo e, por conta disso, vamos tentar. Sem a tentativa seria impossível”, explicou a advogada Ana Carolina Gandra, que representa o torcedor.