Além da condenação no caso Hercílio Luz, o Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD-SC) julgou a denúncia do Joinville contra o Juventus e decidiu pelo arquivamento da matéria.

O JEC protestou contra uma possível irregularidade do Moleque Travesso, que teria excedido o limite de jogadores relacionados para a partida contra o próprio Coelho na primeira fase do Estadual.

Porém, segundo o procurador Cristiano Rodrigues Mariot, o time jaraguaense não cometeu erro.

A súmula assinada pelo capitão Fabinho, no duelo do dia 30 de março, tinha o número correto de atletas relacionados. Esta lista prevalece sobre a súmula eletrônica da partida, que apresentava um jogador a mais do que o número permitido.

A denúncia ainda pode ser revista pela procuradoria-geral, em caso de nova solicitação do Joinville.