A Primeira Câmara do Tribunal de Justiça Desportiva absolveu, em julgamento realizado na noite desta terça-feira (05), tanto o técnico Geninho, do Avaí; quanto o volante Betinho, do Figueirense; de fatos ocorridos no clássico entre as duas equipes de Florianópolis, pela quinta rodada da Série A do Campeonato Catarinense. O julgamento foi realizado na sede da Federação Catarinense de Futebol, em Balneário Camboriú.

Geninho foi acusado de "incitar publicamente o ódio e a violência", por suas declarações após a partida. Revoltado com uma falta que Betinho fez no atacante Caio Paulista, Geninho disparou na imprensa: "Ele merecia um soco. Isto não é comportamento de quem tem caráter".

Betinho, que levou cartão amarelo na jogada, foi denunciado por "não ter visado a bola em nenhum momento". A Procuradoria do TJD queria suspensão como se ele tivesse sido expulso.

Mas ao final do julgamento todos foram absolvidos. E bola que segue.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?