Técnico da equipe de basquete de Jaraguá vai às Olimpíadas

Técnico exaltou as atletas do Jaraguá para chegar a Seleção - Foto: Eduardo Montecino/OCP Online

Por: OCP News Jaraguá do Sul

06/04/2016 - 04:04 - Atualizada em: 08/04/2016 - 08:36

Jaraguá do Sul tem seu primeiro representante confirmado nas Olímpiadas de 2016. Radicado no município há pouco mais de 20 anos, o técnico das categorias de base e adulta do basquete jaraguaense, Júlio César Patricio, será um dos integrantes da comissão técnica da Seleção Brasileira feminina nos Jogos do Rio de Janeiro.

Ao lado de Cristiano Cedra, Patrício irá atuar como auxiliar do técnico Antônio Carlos Barbosa. A convocação não chegou a ser uma surpresa, já que desde o ano passado, o treinador vem tendo seu nome frequentemente anunciado nas listas da Confederação Brasileira de Basquete (CBB). Porém, a troca no comando técnico da Seleção no fim de 2015 gerou uma certa dúvida sobre seu futuro na equipe.

Mas com a participação no evento-teste que antecede as Olímpiadas, realizado em janeiro, e as inúmeras convocações no currículo, o profissional de 42 anos teve seu trabalho novamente reconhecido. “Por estar no evento-teste existia uma grande possibilidade de continuar na Seleção, que veio a se confirmar nos últimos dias. Estou vivendo um sonho desde o ano passado, com a participação no Pan-Americano e Copa América. Agora, tudo que sonhei na minha carreira acabou acontecendo. Parece que estou dormindo e vivendo um sonho de estar na Olímpiada. Então é o auge do que quis como técnico, mesmo sendo auxiliar, e com certeza será a maior experiência da minha vida”, destacou.

Para o técnico jaraguaense, o sonho pessoal de representar o país na maior competição poliesportiva do mundo se deve muito ao basquete de Jaraguá do Sul, por toda estrutura de trabalho e oportunidades oferecidas ao longo destes anos. “Quando vim para Jaraguá, vindo do Paraná, tive a oportunidade de iniciar o basquete feminino na cidade. Algumas pessoas acreditaram no meu trabalho e sou muito grato a elas. Tenho que agradecer também às atletas, porque sem elas nenhum trabalho seria bem feito. Então todo suporte dado pela FME, Prefeitura, dirigentes e atletas transformou nesse convite de fazer parte do Brasil na Olimpíada”, disse.

Com o objetivo de buscar uma medalha, principalmente pelo fato de jogar em casa, Júlio e companhia iniciam os treinamentos, a partir do dia 2 de maio, na cidade de Campinas (SP). No dia 21, a equipe embarca para a Venezuela, onde disputa o Sul-Americano, no qual os três melhores colocados garantem vaga na Copa América de 2017. Retornando ao Brasil, o time feminino começa os trabalhos focados somente aos Jogos do Rio, podendo realizar alguns amistosos, além de participar de torneios preparatórios. “As atividades serão intensas de maio a julho. A CBB vai conseguir dar uma boa quantidade de treinamentos e estamos otimistas. Tanto atletas como comissão técnica estão esperançosos em conseguir uma medalha nas Olimpíadas”, finalizou.