Principal suspeita de espancar o marido de 61 anos até a morte, a boxeadora brasileira Viviane Obenauf, 34, foi presa nesta quinta-feira (3), na Suíça.

Ela está sob custódia de investigação depois que a vítima morreu em uma “agressão violenta sustentada”.

A causa da morte do homem, cujo nome é Thomas, e o sobrenome é protegido pela justiça, foi devido a “ferimentos graves” causados ​​por um objeto contundente no apartamento que dividiam.

Viviane nasceu no Rio de Janeiro e ainda jovem jogou futebol e foi ginasta olímpica antes de se dedicar ao boxe aos 18 anos.

Nos ringues, venceu 14 lutas contra seis derrotas, antes de se aposentar em 2019. Na Suíça, passou a trabalhar em hotéis até, mais tarde, abrir sua própria academia.

O jornal suíço Blick revelou que a ex-boxeadora já havia sido detida uma vez, em 2016, em uma boate de Londres, depois de socar um homem no rosto porque ele tentou apalpá-la durante as comemorações de seu 30º aniversário.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul