Talvez a melhor partida do Joinville neste NBB. Este foi o panorama do jogo da noite desta sexta-feira (2). Encarando o Basquete Cearense comandado pelo técnico Alberto Bial, os comandados de George Salles não se intimidaram e foram superiores durante todo o jogo. O resultado não poderia ser diferente: vitória. E com um placar folgado, 73 a 59 para o Joinville. Quer receber as notícias do Jornal de Joinville pelo WhatsApp? Basta clicar aqui. Embora tenha ficado atrás apenas no último período – 17 a 19 – o Basquete Joinville teve uma postura completamente diferente da derrota da última quarta-feira. Com uma defesa mais sólida e um ataque eficiente, a equipe joinvilense foi se afastando cada vez mais no placar. Embora os chutes de três pontos ainda deixem a desejar – foram apenas seis convertidos dos 30 tentados –, nos arremessos de dois pontos o aproveitamento foi de 65%, garantindo a boa pontuação e vantagem. A concentração e foco do time foram pontos destacados pelo técnico George Salles que ressaltou a importância do resultado para dar um fôlego a mais na busca pela vaga nos playoffs. “Eu acho que hoje a gente conseguiu manter o foco e a intensidade de jogo com concentração durante os 40 minutos. Saímos felizes com essa vitória, que nos dá um fôlego a mais para ir jogar no Rio de Janeiro. Se voltar com um bom resultado, a gente pode decidir a classificação aqui, no jogo contra Campo Mourão”, avalia. Vezaro e Stocks foram os cestinhas da partida, com 22 e 21 pontos, respectivamente, mas o número de rebotes também chamou a atenção, principalmente por se tratar de um fundamento em que a equipe joinvilense ainda deixa a desejar. Foram nove rebotes ofensivos e 21 defensivos. Apesar do bom número, para George, ainda é pouco, porque permite ao adversário a conversão de pontos mesmo após um primeiro erro. “Tivemos um percentual de acerto elevado, mas pecamos muito nos rebotes defensivos, dando a eles muita chance de rebote ofensivo só que eles não foram felizes na segunda chance”, afirma. Exigente, o técnico teve uma conversa dura com o grupo após a derrota para o Vitória e acredita que o sermão surtiu efeito. “Nós tivemos uma conversa bem áspera, exigindo e falando que já estava na hora de vencer um time grande, acho que os garotos entenderam o recado”, diz. O bom resultado mantém a equipe na zona de classificação para os playoffs, vaga essa que é disputada vitória a vitória com a equipe do Botafogo, próximo adversário do Basquete Joinville. A equipe viaja agora ao Rio de Janeiro onde realiza duas partidas antes de fechar a primeira fase com duas partidas em casa. O Basquete Joinville volta à quadra na próxima terça-feira (6), às 20h, quando enfrenta o Botafogo, no Rio de Janeiro. *Com informações de Adriele Evarini da Rede OCP News