Já imaginou morar no Rio de Janeiro e treinar em uma das academias de luta mais conceituadas do Brasil, ao lado de estrelas como José Aldo?

Pois é, essa será a rotina de um jaraguaense daqui pra frente. Campeão mundial e com diversos títulos no muay thai, Leandro da Veiga embarcou no último fim de semana para a capital carioca, onde vai iniciar um sonho no MMA, na academia Nova União.

Essa será sua terceira experiência na companhia. Em 2018 e 2020, ele ficou períodos curtos no local para aprimorar suas técnicas.

Agora, tomou a decisão de sair da “zona de conforto”, deixar a esposa, família, amigos e sua equipe na cidade natal, para se mudar em definitivo ao Rio e tentar trilhar um caminho de sucesso nas artes marciais mistas.

“Só existia dois caminhos. Se acomodar e focar em ser um bom professor para poder ajudar pessoas que tenham um objetivo parecido com o meu, o que também é bacana, se eu não estivesse com tanta lenha pra queimar ou sonhar algo ainda maior, ainda mais difícil de ser realizado. E com o passar do tempo as coisas foram conspirando a favor de sonhar mais alto”, disse.

Por lá, Leandro ficará em uma casa próximo ao Centro de Treinamento, com outros três atletas, e terá uma rotina baseada em treinos.

Jaraguaense ao lado de José Aldo (E) | Foto: Arquivo Pessoal

De segunda a sábado, fará atividades de grappling (jiu-jitsu, wrestling e submissão) pela manhã, e striking (boxing e kickboxing) pela tarde, tendo apenas o domingo de “descanso”.

Tudo perto de grandes nomes, como o mestre “Dedé” Pederneiras, líder da Nova União e professor renomado no MMA, o bicampeão do peso-pena do UFC, José Aldo, e outros lutadores de destaque.

“Daniel “Pirata”, “Dudu” Dantas, Léo Santos e Rafael dos Anjos treinam lá também. O BJ Penn e outros grandes nomes de renome mundial procuram a Nova União para se aprimorar. Então é o melhor lugar do mundo para realizar o meu novo sonho”, destacou.

Sonhos ambiciosos

A migração para o MMA tem o mesmo objetivo que é seguido por tantos lutadores: chegar ao mais nobre lugar da categoria, o UFC, maior evento no Ocidente.

Mas não é só isso. Leandro da Veiga carrega um sonho ainda maior que é conquistar o cinturão do ONE Championship, maior evento do Oriente, além de deixar um legado.

“Já que sonhar grande e sonhar pequeno dá o mesmo trabalho, um sonho ainda maior seria esse de colocar o cinturão das duas maiores organizações (de MMA) nos meus braços, uma em cada ombro, imagina que doideira!?”, declarou.

“Também quero deixar um legado para poder direcionar outros atletas, que como eu, querem viver bem da luta, sustentar suas famílias e poder ajudar na sua comunidade”, completou.