O Grêmio Esportivo Juventus tem novo presidente até dezembro de 2017. Desde abril atuando como interino no cargo, Sérgio Luiz Meldola foi indicado pelo Conselho Fiscal e eleito presidente do Moleque Travesso. A aprovação veio da grande maioria dos sócios presentes na Assembleia Geral Extraordinária, realizada na noite de segunda-feira (17), no Salão Social do Estádio João Marcatto. Sem nenhum concorrente à presidência e outros candidatos a vice-presidente, coube ao conselho indicar como primeiro vice-presidente, Cristiano da Rosa Humenhuk, segundo vice-presidente, Julio Cesar Vieira, terceiro Luciano João Bessen e quarto Jonas Elcio Eckert. Durante a assembleia, também ficou definido que os indicados ocuparão o cargo pelo período restante do mandato da diretoria, que foi eleita em maio de 2014. Os procedimentos foram baseados no artigo 57 do Estatuto Social do clube. Meldola - em (2)

“Queremos que o Juventus volte a ter credibilidade. Nosso projeto envolve a base, profissional e social do clube. Estamos levantando todas as dívidas e vamos passar para o povo jaraguaense quais são estas pendências, procurando sempre trabalhar de forma transparente. A partir deste momento, vamos trabalhar muito para que o Juventus volte a ser um clube gigante de Santa Catarina”, disse Meldola.

A assembleia ainda contou com uma prestação de contas dos meses de abril a setembro deste ano, justamente o período em que Sergio Luiz Meldola atuou como presidente interino do tricolor. Em processo acompanhado pela Stimem Contabilidade, os números apresentados foram de R$ 7.161,15 investidos em abril, R$ 20.847,30 em maio, R$ 20.777,87 em junho, R$ 61.171,06 em julho, R$ 43.951,23 em agosto e R$ 321.170,02 em setembro, resultado em um déficit atual de R$ 82.670 mil, dinheiro que foi emprestado pelos próprios diretores ao clube.