A abertura oficial é na sexta-feira (23), mas as disputas nas Olimpíadas de Tóquioiniciam nesta terça (20), com uma partida de softbol de campo feminino entre Austrália e Japão.

Já a estreia do Time Brasil será às 5h (horário de Brasília) desta quarta-feira (21), com o futebol feminino enfrentando a China.

A seleção comandada por Pia Sundhage, inclusive, terá uma catarinense em campo. Nascida de Xanxerê, Júlia Bianchi, que joga no Palmeiras, é uma das convocadas e pode fazer sua primeira aparição nos Jogos.

Júlia Bianchi | Foto: Sam Robles/CBF

Mas a jogadora não será a única atleta natural de Santa Catarina no evento. Mais 14 nomes vão representar o Estado em Tóquio. Confira abaixo quem são eles:

Simone Ponte Ferraz – 3.000m com obstáculos

Foto: Wagner Carmo/CBAt

Aos 31 anos, Simone Ponte Ferraz é natural de Ponte Serrada e radicada em Jaraguá do Sul, cidade que defende atualmente. Essa será sua estreia em uma Olimpíada.

Duda Amorim – handebol

Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto

Um dos grandes nomes do handebol feminino brasileiro, a blumenauense Duda Amorim fará sua quarta participação em Jogos Olímpicos. Hoje, ela atua pelo Rostov, da Rússia.

Darlan Romani – arremesso de peso

Foto: Wagner Carmo/CBAt

Natural de Concórdia, Darlan Romani disputa sua segunda Olimpíada e chega no Japão como forte candidato a conquistar uma medalha.

Rosamaria Montibeller - vôlei

Foto: FIVB

Natural de Nova Trento, Rosamaria faz parte do grupo convocado por José Roberto Guimarães, que é um dos grandes candidatos ao título.

Pedro Barros - skate park

Foto: Jultio Detefon/Divulgação

O skate estreia nos Jogos de Tóquio e três catarinenses farão parte desse momento. Um deles é Pedro Barros, de Florianópolis, um dos principais nomes da modalidade no Brasil e favorito ao ouro.

Isadora Pacheco - skate park

Foto: Julio Detefon

Na mesma modalidade e também da capital, a skatista Isadora Pacheco tem apenas 16 anos e está entre as 20 melhores do ranking mundial.

Yndiara Asp - skate park

Foto: Julio Detefon

Assim como Pedro e Isadora, Yndiara também é de Florianópolis e compete no skate park, o qual já conquistou diversos títulos.

Rudolph Hackbarth – handebol

Foto: Reprodução

Assim como o skate, o handebol também conta com três representantes catarinense. Além Duda no feminino, são dois no masculino. Um deles é Rudolph Hackbarth, de Blumenau, que joga no Club Balonmano Ciudad de Logroño, da Espanha, e estreia nas Olimpíadas.

Rangel da Rosa - handebol

Foto: Divulgação

O companheiro de Hackbarth é Rangel da Rosa. Natural de Seara, o goleiro vai vestir a camisa do Granollers, da Espanha, após o seu primeiro ciclo olímpico.

Eliane Martins - salto em distância

Foto: Reuters

Nascida em Joinville, Eliane treina no clube Pinheiros, em São Paulo, e vai para sua segunda Olimpíada após conseguir vaga pelo ranking mundial.

Beatriz Linhares - ginástica rítimica

Foto: Ricardo Bufolin/CBG

De Florianópolis, Beatriz é uma das cinco atletas do conjunto brasileiro de ginástica rítmica. Com apenas 18 anos, já conquistou três medalhas nos Jogos Pan-Americanos de 2019 e vai fazer sua estreia nos Jogos.

Matheus Corrêa - marcha atlética

Foto: Arquivo pessoal

Integrante da seleção de marcha atlética desde 2013, Matheus, de Blumenau, terá sua primeira participação em Olimpíadas e vai disputar a prova dos 20km em Tóquio.

Raquel Kochhann – rúgbi

Foto: Brasil Rugby

Natural de Saudades, Raquel estará pela segunda vez nas Olimpíadas, sendo a primeira como capitã do time de rugby. A catarinense já foi escolhida pelo COB como a melhor atleta do ano de 2017.

Rodrigo do Nascimento - 100m atletismo

Foto: Wagner Carmo/CBAt

Com boas chances de medalha, o catarinense de Itajaí vai disputar o 100m rasos e o revezamento 4x100m. Essa será sua primeira Olimpíada na carreira.