Medalha de bronze nos 10.000m do Mundial de 2019 e quarta colocada dos 5.000m nas Olimpíadas de Tóquio, Agnes Jebet Tirop foi encontrada morta a facadas dentro de sua residência na cidade de Iten, no Quênia.

A Federação Queniana de Atletismo confirmou a morte da atleta de 25 anos, que foi recordista mundial dos 10km em provas de rua no mês passado.

O principal suspeito do assassinato é o marido de Tirop, que é um policial. Ele está desaparecido.

“O Quênia perdeu uma joia que era um dos gigantes do atletismo em ascensão mais rápida no cenário internacional. Ficamos muito perturbados ao saber sobre a morte prematura da medalhista de bronze mundial dos 10.000 metros, Agnes Jebet Tirop”, afirmou em nota a Federação Queniana de Atletismo.