Maior estrela da maratona na atualidade, Kelvin Kiptum morreu aos 24 anos, em um acidente de carro em Kaptagat, no Quênia, que também vitimou seu técnico Garvais Hakizaman.

O queniano é dono do recorde mundial no esporte, quebrado em outubro do ano passado, quando fechou a Maratona de Chicago, nos Estados Unidos, em 2h00min35, superando o compatriota Eliud Kipchoge por mais de 30 segundos.

O feito foi alcançado em sua terceira maratona na carreira. Antes, ele havia feito a prova de Valência, na Espanha, em 2h01min53, e de Londres, na Inglaterra, em 2h01min25.