Em levantamento divulgado nesta quarta-feira (22), o Campeonato Brasileiro de 2020 gerou um total de R$ 1,1 milhão por quebras do protocolo sanitário da Covid-19 durante o torneio.

Todo valor foi destinado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que repassou a instituições de caridade.

Os clubes que mais sofreram processo foram o São Paulo (15), Internacional (15), Flamengo (12) e Vasco (12).

Porém, o que mais saiu no prejuízo com as infrações foi o Internacional (R$ 92.500 mil), seguido por Flamengo (R$ 82.500 mil) e São Paulo (R$ 80 mil).

Essas ações se referem a trocas de camisas, falta de distanciamento social adequado, uso inadequado de máscaras, e aumento do limite estipulado de pessoas por delegação, dentre outros.

Os 20 clubes da Série A de 2020 foram multados, enquanto Sampaio Corrêa e CSA foram os únicos que se livraram de sanções na Série B.

Confira o ranking dos clubes que sofreram infrações:

1 – São Paulo (15 infrações)

1 – Internacional (15)

2 – Flamengo (12)

2 – Vasco (12)

3 – Bahia (11)

3 – Fortaleza (11)

3 – Goiás (11)

3 – Santos (11)

4 – Atlético-GO (10)

4 – Ceará (10)

5 – Coritiba (9)

5 – Athletico-PR (9)

6 – Corinthians (8)

6 – Grêmio (8)

6 – Sport (8)

7 – Atlético-MG (7)

7 – RB Bragantino (7)

7 – Ceará (7)

7 – Palmeiras (7)

8 – América-MG (6)

8 – Fluminense (6)

9 – Botafogo (5)

9 – Cruzeiro (5)

10 – CRB (4)

10 – Guarani (4)

10 – Ponte Preta (4)

11 – Chapecoense (3)

11 – Oeste (3)

12 – Náutico (2)

12 – Confiança (2)

12 – Paraná (2)

12 – Botafogo-SP (2)

12 – Brasiliense (2)

12 – Vitória (2)

12 – Avaí (2)

13 – Brasil de Pelotas (1)

13 – Juventude (1)

13 – Figueirense (1)

13 – Operário-PR (1)