Jaraguá do Sul mostra novamente ser um celeiro de craques no futebol de campo. Com o fortalecimento das escolinhas nos últimos anos, a cidade está no radar de grandes clubes brasileiros, que vem captando inúmeros atletas do município para compor suas equipes de base. Desta vez, um menino do Atlético Jaraguá acabou chamando a atenção do Figueirense. Após realizar testes na capital, Vitor Hugo Vicente foi aprovado pelos treinadores e passa a integrar a categoria Sub-15 do Alvinegro. Hoje com 14 anos, ‘Vitinho’ como é mais conhecido pelos colegas, deu seus primeiros chutes com seis anos de idade na própria Escolinha do Atlético Jaraguá, acompanhado de perto pelo técnico e coordenador Eduardo Rodrigues, ex-comandante do Juventus na Série B do Campeonato Catarinense. Passados oito anos e com muitos títulos na base jaraguaense, o atleta resolveu dar um salto na carreira e encarar a ‘peneira’ no Figueirense. Foram duas semanas de treinos intensos no clube da capital, que se encantou por algumas características do atleta, que joga como primeiro ou segundo volante. “O Vitor tem um bom biotipo por ter 1,75m e com apenas 14 anos. Isso chamou a atenção do Figueirense. Ele ainda tem que ganhar um pouco de massa muscular, mas tem uma saída de bola muito boa que é fundamental para a posição. Por ser um ótimo atleta para sua faixa etária, ele está indo para lá jogar e ser uma das peças importantes do time”, disse Rodrigues.
Ex-técnico do Juventus, Eduardo Rodrigues (E) acompanha Vitinho há oito anos / Foto: Eduardo Montecino/OCP
A nova revelação de Jaraguá se apresenta oficialmente no Figueira ao término do período escolar, quando já inicia preparação para Copa Votorantim, uma das principais competições do futebol de base do país, que tem seu início no mês de janeiro. “A minha felicidade é enorme por ver o resultado de todo esforço que faço pelo futebol. Não vejo a hora de chegar no Figueirense e disputar a Copa Votorantim, onde pretendo me destacar para já deixar uma boa impressão”, declarou Vitinho, que ainda destacou suas metas dentro do esporte, deixando a vaidade de lado para primeiro dar uma forma de retribuição a sua família. “Meu maior sonho é poder ajudar a minha família que sempre me apoiou. Depois, tenho o sonho de jogar na Europa e ganhar uma Liga dos Campeões”, completou.