Presidente da CBF é retirado do cargo pela Justiça, entenda o motivo

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Por: Lucas Pavin

07/12/2023 - 17:12

Nesta quinta-feira (7), o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) destituiu Ednaldo Rodrigues da presidência da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

A 21ª Câmara de Direito Privado julgou a legalidade de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre CBF e Ministério Público do Rio de Janeiro em março de 2022, que resultou na eleição de Ednaldo por um mandato de quatro anos.

Por 3 votos a 0, a 21ª Câmara de Direito Privado considerou que o MP-RJ não tinha legitimidade para agir em assuntos ligados à confederação por ser uma entidade privada e retirou o mandatário do cargo. Ainda cabe recurso.

José Perdiz, presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), assume o comando da CBF de forma interina como interventor. Ele terá um prazo de 30 dias para conduzir uma nova eleição presidencial, que escolherá o mandatário da organização.

Porém, a CBF vai recorrer ao STJ para tentar derrubar a decisão. Se isso acontecer, Ednaldo retorna à presidência.