Aposentado há 22 anos, hoje com 72, e muita vitalidade, Augusto Azevedo tem dedicado várias horas por semana a aulas de defesa pessoal. Quem o estimulou a essa rotina foi a esposa Maria de Lourdes Azevedo, que aos 69 anos também é aluna do Núcleo de Defesa Pessoal da Sesporte (Secretaria de Esportes de Joinville), que faz parte do Programa Mexa-se. Augusto e Maria de Lourdes integram um grupo de 20 alunos com idades a partir dos 40 anos que praticam taekwondo sob orientação do professor Jean Cristino dos Santos. “Todos são muito ativos e dedicados. Fazem alongamentos, aprendem técnicas da luta e melhoram muito a flexibilidade e o equilíbrio”, destaca o professor. A introdução do taekwondo no programa Mexa-se da Sesporte começou no mês de abril e reúne semanalmente os alunos no espaço aberto da Arena Joinville, onde fica a sede da Sesporte (rua Inácio Bastos, 1.084, bairro Bucarein). As inscrições estão abertas e podem ser feitas diretamente no núcleo. O taekwondo é uma luta de contato que exige equilíbrio e vigor físico de média intensidade, por isso pode ser praticado por pessoas com mais idade, com o físico comprometido por longos anos de sedentarismo.
Encontros são semanais e ocorrem na Sesport | Foto Phelippe José/Secom/Prefeitura de Joinville
Um exemplo de superação no Mexa-se Taekwondo da Sesporte é Mailda Carvalho Gomes, de 55 anos, que em pouco tempo de prática evitou uma complicada cirurgia no calcanhar no pé direito. “Quando o médico me examinou para a cirurgia e viu que o problema tinha recuado, voltou atrás e cancelou a cirurgia”, relata Marilda. Até o início do ano ela usava bengala para se locomover e aliviar a intensa dor no pé. “Então comecei com a ginástica, os alongamentos e o taekwondo. As dores sumiram e até o ortopedista ficou surpreso com a minha recuperação”. A prática de taekwondo para as pessoas da terceira idade (adulto sênior) e adultos sedentários previne ou restaura gradativamente as perdas físicas decorrentes do passar dos anos ou falta de exercícios como a flexibilidade, equilíbrio, reflexos cognitivos, osteoporose. Os exercícios aeróbicos, juntamente com exercícios posturais, uso intenso de pernas e braços, alongamentos, com práticas lúdicas, retornam a memória corporal. “Além das relações pessoas, a prática é uma forma de readquirir e melhorar a qualidade de vida”, lembra o professor Jean Cristiano dos Santos. *Com informações da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Joinville