A Ponte Anita Garibaldi, em Laguna, está verde e amarela para celebrar os atletas brasileiros nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Desde 1º de julho, a ponte ganhou uma iluminação especial, alusiva ao mês que marca a abertura dos jogos mundiais. A ação é promovida pela Concessionária CCR ViaCosteira e o intuito é mostrar como o esporte pode inspirar a sociedade na união, determinação, foco e coragem em tempos tão difíceis.

Nesta edição, o Comitê Olímpico Internacional (COI) apostou em cinco novas modalidades: beisebol-softbol, karatê, escalada, surfe e skate.

De acordo com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), a delegação verde-amarela conta com 304 atletas e outros 18 substitutos.

Para os catarinenses, a torcida terá 15 atletas nascidos no Estado. O grupo é bem versátil, de diversas modalidades, e mescla estreantes e nomes com bastante história nas Olimpíadas. Entre os novatos estão os skatistas Isadora Pacheco, Yndiara Asp e Pedro Barros. E no time dos mais experientes está a jogadora de handebol Eduarda Amorim, que vai para a quarta participação e se prepara para aposentar a camisa da seleção brasileira.

Conheça os 15 atletas nascidos em SC e que irão representar o Brasil na terra do sol nascente:

  • Beatriz Linhares (ginástica rítimica), Isadora Pacheco, Pedro Barros, Yndiara Asp, ambos na modalidade ( skate park ), de Florianópolis
  • Darlan Romani (arremesso de peso) de Concórdia
  • Eduarda Amorim, Rudolph Hackbarth (handebol) e Matheus Corrêa (marcha atlética) de Blumenau
  • Eliane Martins (salto em distância) de Joinville
  • Júlia Bianchi (futebol) de Xanxerê
  • Rangel da Rosa (handebol) de Seara
  • Raquel Kochhann (rúgbi) de Saudades
  • Rodrigo do Nascimento (100m atletismo) de Itajaí
  • Rosamaria Montibeller (vôlei) de Nova Trento
  • Simone Ferraz (3.000m com obstáculos) de Ponte Serrada

Além dos 15, a CCR ViaCosteira lembra atletas catarinenses que já conquistaram medalhas olímpicas, de nomes como Fernando Scherer, o Xuxa, que ficou com o bronze em Atlanta em 1996 na prova dos 50m nado livre.

Ele repetiu o terceiro lugar quatro anos depois, em Sidney, no revezamento 4x100m livre. Também em Atlanta no vôlei feminino, a blumenauense Ana Moser foi bronze após a seleção derrotar a Rússia na disputa pelo pódio.

Tonho Gil, de Criciúma, e Valdo, nascido em Siderópolis, conquistaram prata no futebol masculino na década de 80. Tonho foi o primeiro a conquistar uma medalha olímpica para Santa Catarina (prata em Los Angeles, em 1984). Andréia dos Santos, conhecida no futebol feminino como Maycon, é a quinta catarinense medalhista olímpica.

"A CCR ViaCosteira acredita na importância do esporte dentro e fora da companhia e aproveita este ano especial para manifestar, celebrar, comemorar e torcer pelo nosso Brasil. O Grupo CCR compartilha desse sentimento nesse evento tão importante para o esporte mundial.
Vamos Brasil!!!!"