Um dos patrocinadores do Brusque rompeu vínculo com o clube após a repercussão negativa da nota publicada em resposta a denúncia de racismo do meia Celsinho, do Londrina, durante o jogo entre as equipes no último sábado (28), pela Série B.

A empresa Barba de Respeito suspendeu o pagamento ao clube "até uma posição justa do time em relação aos responsáveis diretos pelas injúrias realizadas e o autor da nota inicial".

Veja a nota da empresa:

Na nota publicada no domingo (29), o Quadricolor afirmou que o jogador fez “falsa imputação de crime” ao informar que foi vítima de injúria racial de um membro do staff do clube, que estava no camarote do estádio Augusto Bauer durante a partida.

Um dia depois, o Brusque voltou a se manifestar, pedindo desculpas a Celsinho e falando que o comunicado anterior foi um “momento infeliz”.

Outra patrocinadora do Brusque, a Embrast declarou que "não compactua com qualquer tipo de falta de respeito, discriminação ou violação de direitos". E que o "o ocorrido será devidamente apurado e a Embrast tomará as medidas cabíveis".