Com passagem pelo Jaraguá Futsal entre 2019 e 2020, foi vítima em mais um caso de racismo no Brasil.

O pivô assistia o jogo do Pato, seu atual time, contra o Galo no último fim de semana, pelo Campeonato Paranaense, quando sofreu ofensas racistas de um torcedor na arquibancada do ginásio em Dois Vizinhos (PR).

O jogador diz ter sido chamado de "Negão" e "Macaco". Após relato a polícia, ele o suspeito foram encaminhados para delegacia, onde o torcedor foi preso em flagrante.

Ele negou as ofensas e foi solto após a audiência de custódia. O homem responderá pelo crime de injúria racial.

"É triste saber que realmente o racismo ainda existe pois sofri racismo hoje no final do jogo em dois vizinhos ,nao iria levar isso adiante mas tenho 3 filhas e nao quero que elas e nenhuma outra pessoa preta passe por isso , é preciso dar um basta nesse tipo de gente racista", escreveu Jé em uma rede social.

Os clubes e a Federação Paranaense de Futsal (FPFS) também lamentaram o episódio e prestaram apoio ao pivô.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por JÉ (@jefutsal9)