Terminou em empate o jogo de xadrez realizado no sábado, em Blumenau, onde o deputado estadual Gelson Merisio e desafiantes enfrentaram a jovem campeã de xadrez Gabriela Feller, 13 anos. O jogo, simultâneo com mais de dez desafiantes, foi organizado pelo deputado Merisio, com o objetivo de angariar fundos para a jovem enxadrista levar o nome de Santa Catarina a competições mundiais de xadrez. Cada um dos desafiantes doou R$ 1 mil para a enxadrista. Merisio, um entusiasta do esporte, ele próprio um campeão nos anos 80, ficou sensibilizado com a determinação de Gabi. Gabi ganhou visibilidade na mídia não só por causa de seu bom desempenho diante do tabuleiro, mas porque é obstinada também na hora de lutar pelos seus sonhos. Tanto que para conseguir dinheiro e garantir passagens, hospedagem e alimentação ela lançou uma campanha de venda de canetas, com o objetivo de comercializar 3 mil canetas e arrecadar os R$ 9,6 mil necessários para pagar os custos das viagens – descontados os custos de produção. Cada uma foi vendida por R$ 5. Somente para atender a pedidos feitos via internet ela teve que produzir mais 400 unidades dos que as inicialmente previstas. Em 2014, Gabi lançou sua primeira campanha e arrecadou dinheiro para ir ao Mundial da Juventude em Durban, na África do Sul (onde ficou na 62ª posição), ao Sul-Americano no Uruguai (5º lugar), e ao Mundial Escolar em Juiz de Fora, Minas Gerais (4º), vendendo pulseiras de miçangas, tiaras, laços, cuecas e livros. Em 2016, com apoio de seu pai, Marcos Antônio Feller, foram arrecadadas mais de 150 mil latinhas, que resultaram em R$ 6,8 mil. O dinheiro levou a filha ao Mundial na Geórgia (58º lugar), ao Pan no Uruguai (10º) e ao Sul-Americano no Chile (5º). LEIA MAIS: - Deputado Gelson Merisio organiza jogo beneficente para ajudar campeã de xadrez de Blumenau