As Paralimpíadas de Tóquio estão chegando ao fim, mas o Brasil segue colecionando medalhas. Nesta sexta-feira (3), foram mais sete conquistas, sendo duas de ouro, uma de prata e quatro de bronze.

Uma das medalhas douradas veio no arremesso de peso da classe F57, para cadeirantes, com Thiago Paulino, que ainda bateu o recorde do evento, com 15,10m. Na mesma prova, o compatriota Marco Aurélio Borges ficou com o bronze.

O outro título do dia foi no goalball masculino, que sagrou-se campeão inédito com uma goleada por 7 a 2 sobre a China.

Equipe de goalball | Foto: Alê Cabral/ CPB

Com os feitos de Thiago e da equipe de goalball, o Brasil chegou a 21 medalhas de ouro no Japão e igualou o recorde histórico de títulos do país nos Jogos, alcançado em Londres 2012.

Além disso, o Brasil ainda teve uma prata inédita na canoagem de velocidade, com Luis Carlos Cardoso, na categoria KL1, e mais três bronzes, com Wendell Belarmino nos 100m borboleta da classe S11 da natação, Silvana Fernandes na categoria K44 do parataekwondo, e com João Victor Teixeira no lançamento de disco F37.

Luis Carlos Cardoso, canoagem | Foto: Helano Stuckert/rededoesporte.gov.br

Os resultados deixam o país na sétima colocação no quadro de medalhas, com 21 ouros, 14 pratas e 26 bronzes. As Paralimpíadas encerram neste domingo (5).