Atleta possui vasto currículo no Parajasc ao ser medalha de ouro em oito edições (Foto: Eduardo Montecino)
Atleta possui vasto currículo no Parajasc ao ser medalha de ouro em oito edições (Foto: Eduardo Montecino)
Prestes a completar mais um ano de vida, uma das paratletas mais vitoriosas de Santa Catarina segue sonhando alto na carreira. Patrocinada pelo jornal O Correio do Povo, a guaramirense Maria Helena Rigel Eggert comemora 59 anos de idade amanhã, com muitos objetivos em vista no decorrer do ano. Nem mesmo a paralisia infantil e a delicada cirurgia no quadril, enfrentada em 2013, são obstáculos para ela desistir. Ao contrário, a atleta seguiu emplacando conquistas na natação.
Um exemplo das qualidades apresentadas tanto nas piscinas como no mar é a galeria repleta de troféus e medalhas expostas em sua residência, no Centro de Guaramirim, contabilizando mais de 80 objetos. E se, depender da força de vontade e da paixão em cair na água, os números só tendem a crescer na atual temporada. Após um 2015 com o título geral do Circuito de Bombinhas, conquistado após três primeiros lugares nas quatro etapas em disputa, além de ser campeã do Parajasc, Maria Helena projeta mais um ano vencedor. “O ano passado foi muito bom e melhor do que eu esperava. O mais especial foi o Parajasc por ter garantido três medalhas de ouro, é algo muito especial para quem participa. Estou treinando motivada neste ano para repetir os resultados e seguir conquistando medalhas”, disse.
Se o 2015 foi positivo, o 2016 da paratleta tende a ser ainda mais especial. Isso porque, em menos de três meses, a guaramirense faturou o 11º Circuito de Maratonas Aquáticas de Santa Catarina ao vencer as três etapas, sendo a última no fim de semana passado, em Itá. Agora, ela continua a preparação de três treinos por semana visando as etapas do evento da Travessias.com, que começam no mês de abril, assim como o Parajasc, marcada entre os dias 20 e 24, em Criciúma. “No Parajasc são muitas atletas e bem mais difícil de ganhar, mas estou treinando e a expectativa é grande em vencer. Mas o principal de tudo é vencer a mim mesma, principalmente conseguir completar a prova. A ansiedade já é muito grande para o Parajasc”, destacou.