A manhã de quarta-feira (28) foi boa apenas para uma modalidade do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio.

Com dois gols de Richarlison e outro de Matheus Cunha, a seleção masculina de futebol venceu a Arábia Saudita por 3 a 1 e se classificou como líder do Grupo D. Nas quartas de final, a equipe de André Jardine vai enfrentar o Egito, às 7h deste sábado (31).

De resto, o dia começou com frustrações para delegação brasileira. O vôlei masculino, por exemplo, foi dominado pela Rússia e perdeu por 3 sets a 0, parciais 25/22, 25/20 e 25/20. O Brasil está em terceiro lugar da Chave B – passam quatro - e agora encara os Estados Unidos nesta quinta-feira (29), às 23h05.

Foto: Carlos Garcia Rawlins/REUTERS

Outra derrota dolorida foi de Hugo Calderano. O mesatenista já havia feito história ao ser o primeiro brasileiro a alcançar às quartas de final e chegou a ficar perto da semifinal ao abrir 2 sets a 0 contra o alemão Dimitrij Ovtcharov. Mas levou a virada por 4 a 2, parciais de 7/11, 5/11, 11/8, 11/7, 11/8 e 11/2, e terá somente a competição por equipes.

Foto: Jung Yeon-je/AFP

Já na final individual da ginástica, Caio Souza terminou na 17ª posição e Diogo Soares na 20ª colocação e ficaram distantes do pódio.

O mesmo aconteceu com os tenistas Marcelo Melo e Luisa Stefani nas duplas mistas, que perderam para Novak Djokovic e Nina Stojanovic, da Sérvia, logo na estreia por 2 sets a 0, parciais 6/3 e 6/4. Luisa está nas semifinais das duplas femininas ao lado de Laura Pigossi e Melo ainda vai disputar as duplas masculinas, com Marcelo Demoliner.

Foto: Reuters

Na natação, Vinícius Lanza e Caio Pumputis, nos 200m medley, e Larissa Oliveira, nos 100m livre, ficaram fora das semifinais, assim como o revezamento 4x200m livre feminino, formada por Aline Rodrigues, Larissa Oliveira, Naná Almeida e Gabi Roncatto.

Por fim, o handebol masculino somou a terceira derrota em três jogos ao ser superado pela Espanha por 35 a 25. O time ainda tem chances de classificação, mas precisa vencer os próximos dois jogos, contra Argentina nesta quinta, às 21h, e Alemanha no sábado, às 7h30.

Foto: REUTERS/Gonzalo Fuentes