O Grêmio já tem o substituto do técnico Tiago Nunes, demitido após a derrota para o Atlético-GO no domingo (4).

Trata-se de Luiz Felipe Scolari, que volta ao clube gaúcho após seis anos. O tempo de contrato não foi revelado, mas segundo a imprensa do Rio Grande do Sul, o vínculo deve ser válido até o fim de 2022.

A estreia do experiente comandante deve acontecer no clássico diante do Internacional neste sábado (10), na Arena do Grêmio.

Esta será a quarta passagem de Felipão pelo Tricolor, onde conquistou títulos importantes, como a Copa do Brasil de 1994, a Libertadores de 1995 e o Brasileirão de 1996.

A última ocorreu entre 2014 a 2015, quando somou 51 jogos, com 26 vitórias, 12 empates e 13 derrotas (aproveitamento de 58,8%).

Já o último trabalho do treinador foi no Cruzeiro. Anunciado em outubro de 2020, com contrato até 2022, Scolari deixou a Raposa em janeiro deste ano após 21 partidas.