Foto: Lucas Pavin/Avante! Esportes
Foto: Lucas Pavin/Avante! Esportes

Com a classificação à semifinal do Campeonato Catarinense, o Juventus trabalha com duas novas pretensões.

Um deles é passar pelo Brusque para alcançar uma final inédita do Estadual em sua história. O outro, talvez ainda mais importante no planejamento, é garantir uma vaga na Copa do Brasil.

Além da questão futebolística, ingressar na segunda maior competição do futebol brasileiro, significa um ganho financeiro fundamental para os clubes, sobretudo, aos considerados pequenos.

Os times que jogam a primeira fase ganham cerca de R$ 550 mil e, caso avancem para a segunda fase, podem receber aproximadamente R$ 1,2 milhão.

Taça da Copa do Brasil | Foto: Roberto Souza/Athletico-PR

Sem clubes na elite do futebol brasileiro, o estado de Santa Catarina caiu no ranking da CBF e hoje possui somente três vagas, sendo duas pela Série A e uma via Copa Santa Catarina.

Portanto, se o Juventus quiser garantir sua classificação pelo Estadual precisa eliminar o Brusque e chegar à final.

Caso isso não aconteça, haverá uma nova chance na Copa SC, que concederá vaga apenas ao campeão.

O torneio ainda não está 100% confirmado pela Federação Catarinense de Futebol, mas a tendência é que ela seja realizada em janeiro e fevereiro de 2021. Se isso não acontecer, a vaga passa para o terceiro colocado do Estadual.

Mas para não depender disso, o Moleque Travesso buscará sua classificação pela Série A, onde recebe o Brusque pelo primeiro jogo da semifinal, neste domingo (2), às 16h, no estádio João Marcatto. A volta ocorre três dias depois, no Augusto Bauer.

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul