O 2020 está longe de acabar, mas o quarto mês do ano marcou o fim da passagem de Natália Lúcia Petry como secretária da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), de Jaraguá do Sul.

Após pouco mais de três anos no cargo, com uma interrupção em 2018 para assumir a presidência da Fesporte (Fundação Catarinense de Esporte), a jaraguaense deixa a entidade para concorrer ao pleito de outubro.

Segundo Natália, fica o sentimento de dever cumprido, principalmente ao lembrar do início da trajetória em 2017, em que encarou um orçamento reduzido em 77% na pasta e a transição provocada pela fusão entre a Fundação Cultural e a Fundação Municipal de Esportes.

“Montamos uma equipe de apenas 21 servidores. Então meu sentimento é de que cumprimos a missão até o momento, embora ainda há muito por fazer e dizer: nós fizemos a diferença”, destaca.

Foto Arquivo OCP News

Para agora ex-secretária, o trabalho desenvolvido pela Secel tornou-se referência em Santa Catarina. Isso se deve por alguns motivos.

Um deles é relacionado ao resgate e manutenção de eventos tradicionais no calendário de Jaraguá do Sul e criação de outros que viraram sucesso, como Movimenta Jaraguá e Encontro do Parque.

Outro foi a criação dos Programas Bolsa Técnico Desportivo e Bolsa Técnico Cultural, trazendo profissionais com uma vasta experiência em suas áreas, a realização do Parajasc após desistência da cidade-sede e alguns projetos bem quistos pela comunidade.

Parque da Arena Jaraguá está entre os locais bem aceitos pela comunidade | Foto Arquivo OCP News

Entre eles, a criação do Parque da Arena Jaraguá e reforma do ginásio, início da construção dos Parques Via Verde e Inovação, restauração do Museu, conquista de recursos para o Centro de Treinamento e estande de tiro olímpico, além das melhorias na pista de atletismo.

“Tudo está planejado, detalhe a detalhe, até o fim do ano. Creio que toda a equipe está triste por estarmos passando por essa pandemia e não podermos realizar todos os eventos e projetos planejados. Porém, estamos todos confiantes que logo tudo voltará a normalidade e não faltará empenho da equipe para que tudo seja concretizado”, comenta.

Substituída por Cleide Mosca, ex-diretora de esportes e profissional da pasta desde 1997, Natália Petry não esconde a satisfação pela experiência vivida na Secel.

Afinal, ela pôde reviver momentos que marcaram sua trajetória na cidade, já que foi uma das fundadoras da FME em 1993, passou por cargos de chefia/diretoria da pasta, além de ter sido técnica e atleta do voleibol jaraguaense.

“Sou uma profissional de Educação Física que iniciou lá nas quadras das escolas e, desde então muito contribuí para o crescimento e fortalecimento do esporte, cultura e educação no nosso munícipio. Ser a titular da pasta e poder criar programas e eventos, construir ou reformar equipamentos esportivos e culturais para disponibilizar à população da minha cidade, é algo muito gratificante”, finaliza.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger