Advogado Danilo Garcia carregando a modelo após depoimento em delegacia de São Paulo | Foto Amanda Perobelli/Reuters
Advogado Danilo Garcia carregando a modelo após depoimento em delegacia de São Paulo | Foto Amanda Perobelli/Reuters

Em entrevista ao programa Conexão Repórter, da SBT, o advogado Danilo Garcia de Andrade anunciou que não defende mais Najila Trindade Mendes de Souza, que acusa Neymar de agressão e estupro.

Segundo ele, o principal motivo para abandonar o caso foi a demora na apresentação de provas da agora ex-cliente, que teoricamente prejudicaria o jogador.

Citando ‘idoneidade moral’, Andrade ainda afirmou que tomou a decisão após Najila o acusar de planejar um arrombamento em seu apartamento e de furtar o tablet onde estaria um vídeo mostrando o segundo encontro dela com Neymar, em Paris-FRA.

Neymar já prestou depoimento na delegacia, mas ainda não se pronunciou publicamente sobre o caso | Foto Marcelo Theobald/Agência O Globo

Ainda de acordo com o representante, a modelo disse em reunião que fez uma busca em um dispositivo para localizar o eletrônico e teria caído justamente no escritório do advogado.

“Ela (Najila) foi muito enfática, e um cliente não deve colocar a idoneidade de um advogado (em suspeita). Ainda mais um advogado que sai de uma delegacia carregando ela nos braços. A minha idoneidade moral está acima de qualquer valor”, relatou.

Danilo ainda foi questionado pelo repórter Roberto Cabrini se ela poderia ter levado o tablet ao escritório no dia em que concedeu entrevista exclusiva ao SBT no local. Danilo acha improvável e diz que o sumiço pode ter a ver com um conteúdo que não favoreceria Najila.

"Eu não reparei se ela tinha. E se ela levou, por que já não cedeu? Minha explicação é que talvez não exista esse vídeo ou que talvez exista e o material que exista não seja tão favorável assim à acusação dela", relatou.

Najila durante a entrevista feita pelo SBT | Foto Reprodução

A reportagem do SBT também questionou Najila sobre o sumiço do tablet e ela até chegou a acusar a polícia ao ser perguntada sobre o fato de só terem sido encontradas digitais dela e da empregada após a invasão ao apartamento.

“A polícia está comprada, né? Ou não? Ou eu estou louca?”, disse.

Danilo Garcia é o terceiro advogado a deixar de representar Najila. Antes, José Edgard Bueno e Yasmin Pastore Abdalla também abandonaram o caso.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?