O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou o torcedor do Flamengo, Marcelo Benevides, que assediou a repórter Jéssica Dias, por importunação sexual.

O caso aconteceu no dia 7 de agosto, pouco antes do jogo entre o Rubro-Negro e Vélez Sarsfield-ARG, no Maracanã, pela volta da semifinal da Libertadores.

Durante uma entrada ao vivo da profissional da ESPN, o flamenguista deu um beijo no rosto e tentou deixar o local, mas foi contido pela equipe de cinegrafistas.

Ele foi levado para delegacia do estádio e teve prisão preventiva decretada. No dia seguinte, recebeu alvará de soltura.

De acordo com o informe publicado pelo órgão, "a denúncia oferecida pela promotora de Justiça Glícia Pessanha Carvalho Viana, integrante do GTT-Desporto, relata que a jornalista se preparava para entrar em uma transmissão para televisão, quando Marcelo Benevides começou a gritar e proferir xingamentos, sendo solicitado pela vítima a se acalmar".

O documento ainda relata que o torcedor “se aproximou dela, pediu desculpas, colocou a mão em seu ombro, deslizando-a até o braço e deu um beijo no ombro da vítima, que se esquivou. Em seguida, ela iniciou uma reportagem ao vivo e, enquanto falava com a apresentadora do programa, o denunciado voltou a beijá-la, agora em seu rosto, contra a sua vontade”.