Em audiência pública na Comissão de Esportes da Câmara, nesta terça-feira (11), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, confirmou que a delegação olímpica será vacinada com imunizantes da Pfizer.

O Brasil recebeu 4050 doses da vacina produzida pela farmacêutica alemã em parceria com a BioNTech.

“Por uma questão estratégica, vamos usar a Pfizer, porque é uma vacina que já está aprovada em todos os países e não vai haver qualquer tipo de óbice a nossos atletas, além do que a vacina tem um prazo curto entre a primeira dose e a segunda dose, de tal sorte que vai promover a imunização dos atletas”, disse Queiroga.

O país ainda receberá outras 8 mil doses da CoronaVac que fazem parte do plano de vacinação da delegação.

As doses começam a ser aplicadas já nesta quarta-feira (12), no Rio de Janeiro, São Paulo e Fortaleza.

Em Porto Alegre e Brasília, a delegação será vacinada a partir do dia 17. Já em Belo Horizonte ainda não há previsão para o início da vacinação.