Após tentar uma rescisão, o craque Lionel Messi confirmou nesta sexta-feira (4) que vai continuar no Barcelona na próxima temporada.

Com contrato até junho de 2021, o jogador de 33 anos tomou a decisão para evitar uma disputa nos tribunais com o clube catalão, que exigia pagamento de multa rescisória de 700 milhões de euros (R$ 4,5 bilhões) para quem quisesse o contratar.

O argentino queria encerrar o ciclo na equipe através de uma cláusula no contrato, que acabou vencendo em junho.

Porém, preferiu não travar uma batalha na Justiça e criticou o presidente do Barça, Josep Maria Bartomeu.

“Eu pensei que estávamos combinados, que eu estava livre, o presidente sempre disse que no fim da temporada eu poderia decidir se ficava ou não. E agora eles se agarram ao fato de que não comuniquei antes de 10 de junho, sendo que em 10 de junho estávamos disputando LaLiga, no meio dessa situação desse vírus de m... e dessa doença que alterou todas as datas. E por esse motivo é que vou ficar no clube”, disse.

“Agora, vou seguir no clube porque o presidente me disse que a única forma de sair era pagar a cláusula de 700 milhões, que isso é impossível e que logo teria outra forma, que era ir à Justiça. Eu nunca iria à Justiça contra o Barça, porque é o clube que amo, que me deu tudo desde que cheguei. É o clube da minha vida, fiz minha vida aqui. O Barça me deu tudo, e eu dei tudo. Jamais me passou pela cabeça levar o Barça a juízo”, completou.

Messi tem 731 jogos e 634 gols em 16 temporadas jogadas no Barcelona, onde conquistou 34 títulos.

Foram eles: quatro da Liga dos Campeões da Europa, três do Mundial de Clubes, 10 do Campeonato Espanhol, seis da Copa do Rei, três da Supercopa da Europa e oito da Supercopa da Espanha. Além disso, foi eleito o melhor jogador do mundo por seis vezes.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul