O ex-nadador australiano e medalhista olímpico, Scott Miller foi preso nesta terça-feira (16) suspeito de chefiar um cartel de drogas.

Segundo informações da polícia de Sydney-AUS, a gangue vendia metanfetamina no estado de New South Wales.

A CNN deu a notícia da prisão de Miller, de 45 anos, que foi detido em sua casa, em Sydney. A polícia contou que dois homens foram presos por fornecerem drogas e movimentarem 1,56 milhão de dólares (cerca de R$ 8 milhões). A droga era escondida em velas.

“Elas pareciam velas regulares, mas elas não eram feitas com fragrâncias, mas com morte e miséria”, disse John Watson, investigador responsável pelo caso, ao Nine News.

Na casa de Miller, havia 1kg de heroína. Além das substâncias ilegais, foram detidos celulares, documentos e 60 mil dólares em dinheiro (R$ 322 mil).

O ex-atleta foi medalhista de prata nos 100m borboleta e de bronze no 4x100m medley, ambas na Olimpíada de Atlanta, em 1996, pela equipe australiana.