De acordo com o grupo United for Navid, que atua em prol dos direitos humanos no Irã, o atleta Javad Foroughi é "membro atual e antigo" da Força Quds do Corpo de Guardas da Revolução Islâmica, designado como organização terrorista.

O iraniano conquistou a medalha de ouro no Tiro Esportivo, na pistola de ar de 10m, nas Olimpíadas de Tóquio.

Em sua acusação, o United for Navid cobra ações imediatas do Comitê Olímpico Internacional (COI) e pede que à Comissão de Ética da entidade inicie uma investigação, ou então será "cúmplice na promoção do terrorismo e de crimes contra a humanidade".

O grupo ainda exige que todos os prêmios e medalhas conquistados por Javad Foroughi sejam suspensos.

“Conceder uma medalha de ouro olímpica a um membro de uma organização terrorista é uma afronta terrível aos atletas e aos ideais olímpicos e deixa uma marca negra no COI”, disse o grupo.