O atacante Maikon Leite chegou ao Juventus com o discurso pronto de ajudar o time na campanha da Série D do Campeonato Brasileiro.

Apresentado na última terça-feira (20), o jogador de 32 anos concedeu entrevista exclusiva ao OCP e destacou que tem o acesso à terceira divisão como grande objetivo no clube jaraguaense.

“O principal motivo de eu vir para cá é o pensamento do clube de brigar lá em cima e buscar o acesso. Essa é minha maior motivação e não vim só para cumprir tabela. Espero ajudar”, disse.

No entanto, sua presença em campo só será possível após a abertura da janela internacional, no dia 1° de agosto.

Até lá, espera utilizar os treinos com o elenco para recuperar a parte física e o ritmo de jogo, já que está há mais de um mês sem jogar, desde que deixou o Petro de Luanda, da Angola.

“Não é a mesma coisa treinar em casa do que no campo. Estou um pouco abaixo fisicamente, mas nada que não consiga recuperar rapidamente. Tenho uma genética boa e isso ajuda muito. Então é treinar e quando estiver apto para jogar acredito que vou estar o mais próximo possível do ideal”, declarou.

Foto: Lucas Pavin/Avante! Esportes

Maikon Leite ainda ressaltou que mantém as mesmas características do início da carreira no Santo André e depois em grandes clubes como Santos e Palmeiras, onde foi campeão da Libertadores e da Copa do Brasil, respectivamente.

Mas a experiência adquirida ao longo dos anos pode facilitar no encaixe em outra posição se for necessário.

“Tenho a mesma característica de sempre, de jogar pelas beiradas e procurando sempre o gol, independente se é dando assistência ou fazendo gol. Pretendo desequilibrar de alguma maneira, mas fui pegando experiência e se precisar que eu jogue pelo meio posso contribuir. O importante é ajudar”, destacou.

Ainda sem poder contar com o atacante, o técnico Tuca Guimarães prepara a equipe para o início do returno da primeira fase da Série D.

No próximo domingo (25), o Tricolor enfrenta o Aimoré, às 15h, no estádio Cristo-Rei, em São Leopoldo (RS).

História no futebol profissional

Revelado pelo Santo André, Maikon Leite ganhou projeção no Santos, clube onde permaneceu entre 2008 e 2011.

Nesse período, ele sofreu com lesões graves e também teve um empréstimo para o Athletico Paranaense, mas integrou os times campeões paulistas em 2010 e 2011, da Copa do Brasil em 2010 e da Libertadores em 2011, com Neymar e companhia.

Na campanha do tri da Libertadores marcou um gol na vitória sobre o Cerro Porteño, no Paraguai, pela fase de grupos, que foi importante para o Peixe se classificar ao mata-mata.

Logo após a conquista, ele se transferiu para o Palmeiras, clube com o qual já havia assinado pré-contrato.

O atacante foi campeão da Copa do Brasil em 2012, mas, no fim do ano, acabou rebaixado para a Série B do Brasileiro.

Atacante na época de Palmeiras | Foto: Marcos Ribolli

Após empréstimos em 2013 e 2014 para o Náutico e Atlas, do México, o atacante chegou a retornar ao Verdão no início de 2015, mas, em seguida, voltou a ser emprestado ao Sport e Al-Shaab, dos Emirados Árabes.

Em 2016, foi contratado em definitivo pelo Toluca, do México, mas retornou ao Brasil na mesma temporada para jogar no Bahia.

De lá pra cá, ainda vestiu as camisas do Ceará, Figueira, Brasiliense, Amazonas e o Petro de Luanda, da Angola, equipe africana que estava até o último mês de junho.