Lutador brasileiro entrega luta após ser ameaçado de morte

Leonardo Barbosa (E) afirma ter simulado derrota por medo de ameaças sofridas no vestiário | Foto: Reprodução Leonardo Barbosa (E) afirma ter simulado derrota por medo de ameaças sofridas no vestiário | Foto: Reprodução

Esporte

Por: Lucas Pavin

segunda-feira, 05:15 - 22/02/2021

Lucas Pavin

O lutador de MMA, Leonardo Barbosa, fez a luta principal do TGFC 11, realizado no Afeganistão, contra Ahmed Wali Hotak.

O brasileiro acabou perdendo o combate, mas o que chamou a atenção foi o motivo da derrota. Segundo ele, um homem armado entrou duas vezes em seu vestiário nos intervalos da luta, e o coagiu a perder propositalmente.

“Ele continuou gritando, extremamente agressivo. Ele chegou perto do cage entre os rounds e começou a dizer algo semelhante ao que ele disse no vestiário, mas com mais agressividade. Eu estava vencendo a luta, ganhei bem o primeiro round, meu adversário estava com o nariz quebrado e precisou de uma cirurgia no dia seguinte, e achei que poderia ter vencido, mas me senti incapaz de fazer qualquer coisa naquela luta”, contou, em entrevista ao site MMA Fighting.

Barbosa tinha apenas a companhia de um iraniano que conheceu na viagem, já que seu empresário testou positivo para Covid-19, um dia antes do embarque.

“Eu tenho um filho, tenho uma família. Ele me matar não era meu maior medo porque a repercussão seria enorme, mas, eu não sei, as pessoas lá são um pouco complicadas. É complicado, realmente. Essa região ainda está em guerra, há ataques terroristas acontecendo e as pessoas estão meio acostumadas com isso agora. Um carro explodiu enquanto eu estava lá e eles simplesmente isolaram a rua, o exército fez um desvio para outra rua e é isso”, disse.

O CEO da TGFC, Abdul Wasi Sharifi, disse ao MMA Fighting que “Leonardo nunca me contou sobre o incidente quando chegamos. Então, hoje, quando ouvi essa história pela primeira vez e concordei em ceder uma revanche a Barbosa em um evento em breve em Dubai. Leonardo Barbosa admitiu que seu adversário, o hotel e a produção do evento não tiveram culpa nisso”

Após a luta, o brasileiro afirmou que recebeu uma proposta de revanche, mas agora em Dubai.

×