Santa Catarina se consolida, mais uma vez, como um dos melhores destinos para quem pratica o surfe. Foi aprovada na Comissão de Esportes da Câmara dos Deputados, na tarde dessa quarta-feira, o Projeto de Lei nº 1960/2022, com relatoria do deputado federal Daniel Freitas e autoria da ex-deputada federal Angela Amin, que concede à Laje da Jagua, como é conhecida, o título de Capital Nacional da Maior Onda do Brasil.

Localizada a cerca de 5 quilômetros da costa da praia de Jaguaruna, no Sul do Estado, foi descoberta em 2003, e a primeira a receber eventos competitivos de tow-in (modalidade de surfe de ondas grandes com o auxílio de jet-ski) e, no Brasil é, na opinião de muitos atletas profissionais, o melhor lugar para a prática do surf de ondas grandes no País, chegando a ser comparada à Praia de Nazaré, em Portugal.

A onda da Laje da Jagua foi objeto de um detalhado estudo científico que comprovou, o que os surfistas de ondas grandes já apontavam: trata-se da maior onda do Brasil. Para se ter uma ideia, as ondas da Laje da Jagua chegam a bater 15 metros de altura.

Foto: Renato Tinoco

Para o deputado Daniel Freitas, o título irá atrair grandes campeonatos para Jaguaruna, favorecendo a economia local e regional.

“O Brasil é o país de vários esportes. Do futebol, é claro, do vôlei, do skate, da ginástica e também, do surfe. Inclusive hoje já somos referência nesse esporte, com nossos grandes campeões mundiais como Gabriel Medina, Ítalo Ferreira e Filipe Toledo. Eu sou de Santa Catarina, sou surfista desde criança e me sinto um privilegiado por ter tido fácil acesso às famosas ondas desse estado maravilhoso que é Santa Catarina”, pontua.

Foto: Harleyson Almeida

“A Laje da Jagua é um local onde ocorrem as maiores ondas do Brasil. Atletas de várias partes do mundo veem até a Laje da Jagua para surfar, já virou uma ‘surf trip’ que movimenta a economia local e leva o nome do nosso país para diversas partes do mundo. Portanto, nada mais justo que reconheçamos como ela merece. Muito me orgulha fazer parte desta Comissão que hoje concede esta honraria à localidade que cresci”, finaliza Freitas.