Pingo não é mais técnico do Juventus. O clube anunciou a demissão do treinador no início da tarde deste domingo (11), um dia após a derrota para o FC Cascavel, pela sexta rodada da Série D do Campeonato Brasileiro.

Segundo o gerente de futebol, Rafael Gomes, a decisão saiu em comum acordo após uma reunião entre diretoria e o comandante.

“Não colocamos a culpa no Pingo. Todos nós somos culpados, mas precisamos de um sacode, de uma mudança. Infelizmente, chegamos num comum acordo, que essa seria (a solução). Mas a saída do Pingo não significa que estamos o culpando pelos resultados”, declarou.

Contratado no dia 8 de março para o lugar de Raul Cabral, Pingo comandou a equipe em 16 jogos nessa sua terceira passagem pelo clube, entre Campeonato Catarinense e Série D. Foram quatro vitórias, cinco empates e sete derrotas.

O treinador levou o Tricolor ao quarto lugar na primeira fase do Estadual, mas foi eliminado nas quartas de final para o Marcílio Dias, além de deixar o time na sexta posição do Grupo A8 da competição nacional.

Auxiliar técnico, Bandoch (E) também deixou o clube | Foto: Lucas Pavin/Avante! Esportes

Junto com ele, o auxiliar técnico João Bandoch também foi desligado do clube.

A diretoria agora começa a procura por um novo técnico e a ideia é ter um novo nome até o duelo contra o Aimoré no próximo domingo (18), que fecha o turno da fase classificatória da Série D.