Jornalista diz que Neymar xingou presidente da CBF e ameaçou não jogar

Foto: Vitor Silva/CBF

Por: Lucas Pavin

15/10/2023 - 16:10 - Atualizada em: 15/10/2023 - 16:50

O jornalista e narrador José Carlos Araújo, da Super Rádio Tupi, deu uma declaração polêmica na noite de sábado (14) envolvendo Neymar. Segundo ele, o jogador xingou o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, após o empate do Brasil por 1 a 1 com a Venezuela, na última quinta-feira (12), na Arena Pantanal.

Enfurecido com um torcedor que o acertou com um balde de pipoca ao deixar o gramado, o camisa 10 teria esbravejado com o dirigente pela escolha de Cuiabá para sediar a partida e ameaçou não jogar na terça-feira (17), contra o Uruguai, em Montevidéu.

“Depois de terminar o jogo, quando o Neymar foi saindo do gramado e levou aquele saco de pipoca, naquele corredor que dá acesso ao vestiário, ele cruzou com o presidente da CBF e foi xingando, mandando tomar naquele lugar, filho disso, filho daquilo… e que não deveria trazer a gente (seleção) para esse lugar para se sujeitar a essas coisas e ser agredido pelo público”, disse José Carlos Araújo, em vídeo publicado nas redes sociais.

“O Neymar xingou de tudo quanto foi palavrão o presidente da CBF. Seguraram ele na hora, aí o Neymar ameaçou: ‘Não vou a Montevidéu’, e contornaram também. O Neymar não jogou nada, quis tomar o apito para apitar o jogo, e agora quer escolher os lugares que a seleção quer jogar”, completou.

A situação, porém, teria sido contornada internamente por companheiros e Neymar deve atuar normalmente contra os uruguaios.