No quinto dia de competições da 19ª Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), a delegação de Joinville lidera os rankings da edição. Desde a última quinta-feira (12), quando foi realizada a abertura oficial do evento, 2.800 atletas com idades de 8 a 17 anos, de 82 municípios, se reúnem em Videira para as disputas.

Joinville está com 84 pontos. Em segundo lugar está Florianópolis, com 52, e Jaraguá do Sul em terceiro, com 41 pontos. No quadro de medalhas, Joinville também está à frente, com 26 ouros, 12 pratas e 22 bronzes, somando 60 medalhas na competição.

Na vice-liderança está Florianópolis, com 18 ouros, 15 pratas e 12 bronzes, um total de 45 medalhas. Blumenau está na terceira posição no quadro de medalhas, com 41 medalhas, sendo 12 de ouro, 16 prata e 13 de bronze.

Para completar a liderança, Joinville também está com o primeiro lugar no número de troféus por naipes das modalidades, sendo cinco de primeiros lugares e três de terceiros, seguida de Florianópolis e de Jaraguá do Sul.

A delegação de Joinville, composta por 290 pessoas, entre atletas, técnicos e demais componentes, garantiu a vitória nas modalidades de atletismo masculino e feminino, karatê masculino e feminino e natação feminina, além das terceiras colocações no ciclismo, ginástica rítmica e na natação masculina.

A Olesc segue até o próximo sábado (21). A etapa estadual da competição é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com a Prefeitura de Videira.

Modalidades coletivas

Para a disputa da etapa estadual da Olesc, os municípios participantes das modalidades coletivas (basquete, handebol, vôlei e futsal) passaram por uma série de disputas classificatórias como microrregionais e regionais.

Nas provas individuais, os municípios montam suas seleções com atletas melhores ranqueados para disputar a etapa estadual, sem necessidade de passar pelas regionais.

Considerando as demais etapas da Olesc, na edição deste ano, a competição teve um total de 9.960 atletas inscritos de 210 municípios.

Sistema braille nas medalhas

Nesta edição, é usado pela primeira vez o sistema Braille nas medalhas e nos troféus da Olesc, com os dizeres “primeiro”, “segundo” e “terceiro” para os participantes que conquistarem ouro, prata e bronze, respectivamente.

A novidade permite que pessoas com deficiência visual identifiquem as medalhas recebidas e também fomenta o processo de inclusão social. Neste ano, também foi implantado o pódio adaptado, já utilizado nos Jogos Escolares Paradesportivos de Santa Catarina (Parajesc) neste ano.

Com informações de assessoria de imprensa.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram

Facebook Messenger