Uma nova crise começa a surgir pelos lados do Joinville. Depois de uma vitória na estreia da Série C do Campeonato Brasileiro sobre o Ypiranga, o Tricolor não conseguiu dar sequência ao bom início na competição e já chega a três derrotas consecutivas no Grupo B. A última aconteceu na tarde deste domingo (6), quando o JEC foi até a cidade de Ponta Grossa (PR) e perdeu para o Operário por 2 a 0, no estádio Germano Krüger, pela quarta rodada da fase classificatória.

Com uma proposta totalmente defensiva para tentar surpreender os donos da casa nos contra-ataques, o time comandado pelo técnico Matheus Costa levou pouco perigo à meta adversária e ainda sofreu muita pressão em grande parte do jogo. No primeiro tempo, o time joinvilense até conseguiu se segurar. Mas no segundo, nada pôde fazer. Nos últimos dez minutos, o Operário resolveu a partida, com gols de Léo, aos 38, e Dione, aos 44.

“Mais um jogo definido em bola parada. Fica uma situação muito difícil. Batemos muito durante a semana com relação a bola parada. Perdemos com dois gols de bola parada”, reclamou Matheus Costa. ““Falta concentração. É inadmissível o primeiro gol. Uma bola à meia altura, ninguém ataca, chega, a gente joga pro lado”, completou.

Com mais um revés, o Joinville amarga a lanterna do Grupo B, com apenas três pontos, mesmo número de Tupi e Luverdense que estão logo à frente. Já o Operário subiu para liderança, com nove. Agora, o JEC tenta a reabilitação na próxima rodada, em casa. No domingo, dia 13, a equipe recebe o Cuiabá, às 16h, na Arena Joinville.