Em protesto pelo atraso de salários, os jogadores do Avaí decidiram não realizar o treinamento programado para a manhã desta quinta-feira (21) no centro de treinamento, anexo à Ressacada.

“São três meses de salários, 13º e férias não quitadas", conforme publicação do jornalista Polidoro Júnior, em sua conta no Twitter.

Os jogadores foram até a Ressacada mas depois de uma reunião decidiram não realizar o treinamento.

Em nota, o clube confirmou a situação e demonstrou mobilização para quitar os débitos.

O Avaí FC espera resolver o mais breve possível as pendências salariais em aberto com os atletas e colaboradores. O clube tem ativos para receber, mas o que vem atrapalhando é a remessa destes valores e isso tem sido comunicado a todos os colaboradores, inclusive aos atletas.

A burocracia da remessa do fundo para o Avaí está sendo acompanhada diariamente. Trata-se de uma questão de tempo para a solução da situação. O clube tem agido de forma transparente, informando a todo instante o andamento destes esforços para cumprir os compromissos”, diz a nota publicada no site do clube.

O Avaí volta a campo neste sábado (23) para enfrentar o Guarani, pela 37ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Porém, se o CSA vencer p Brasil, em jogo que será disputado nesta sexta-feira (22), o time de Florianópolis não terá mais chances de acesso à Série A.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp