Depois de seis dias, o meia Christian Eriksen recebeu alta do hospital onde estava internado, em Copenhague, desde que sofreu uma parada cardíaca em campo, no duelo entre Dinamarca e Finlândia, pela Eurocopa, no último sábado (12).

O jogador foi liberado para ir para casa, mas antes visitou seus companheiros de seleção.

“Obrigado pelo enorme número de cumprimentos. Foi incrível ver e sentir. A cirurgia correu bem, e eu estou bem dentro das circunstâncias. Foi realmente ótimo ver os rapazes de novo depois do jogo fantástico que fizeram na última noite. Não é preciso dizer que estarei torcendo por eles na segunda, contra a Rússia”, disse Eriksen.

O craque da seleção dinamarquesa sofreu um mal súbito e caiu desacordado, aos 42 minutos do primeiro tempo.

Em um lance sem choque ou disputa, o jogador de 29 anos foi ao chão pouco depois de receber uma cobrança de lateral.

Após cerca de 15 minutos de atendimento, ele foi retirado de campo de maca já acordado, com um balão de oxigênio, e encaminhado para o hospital.

Lá, permaneceu sob observação até a última quinta (17), quando passou por uma cirurgia para o implante de um cardiodesfibrilador interno (CDI) no coração, que foi realizada com sucesso.

Agora, ele seguirá se recuperando em casa, ainda sem previsões sobre a continuidade de sua carreira.