Longe de ser a temporada dos sonhos, como foi a de 2017, a deste ano terminou para o JEC/Krona. O Tricolor viajou ao sul de Santa Catarina com a missão de vencer o Tubarão para garantir a vaga na final do Estadual, mas foi recebido com um time que estava disposto a conquistar o feito inédito. E conseguiu. O Tubarão venceu o Joinville por 4 a 3 na noite de sexta-feira (30), deixando o JEC no meio do caminho e chegando, pela primeira vez, na decisão do Catarinense. Serginho e Pakito estavam inspirados e marcaram dois gols cada. Pelo Tricolor, Sinésio, Machado e Raul deixaram os seus.

Com a suspensão de Thiaguinho, Vander Iacovino teve que mexer no quinteto titular e começou o jogo com Willian, Leco, Grillo, Bruno e Genaro. Valendo vaga na final, não era de duvidar que a partida fosse intensa do início ao fim. E assim foi.

Logo aos dois minutos, o Joinville chegou, com lançamento de Leco para Genaro, que chutou longe do gol. Jogando diante da torcida, o Tubarão respondeu com Marinho, que recebeu na área, mas não conseguiu acertar o gol de Willian.

O goleiro tricolor que empilha defesas difíceis e atuações de gala, falhou. O resultado foi o primeiro gol do Tubarão. Após cobrança de escanteio pela ala esquerda, Willian tentou defender, a bola passou entre suas pernas e sobrou para Serginho, que só precisou empurrar para o gol.

Sinésio logo tratou de empatar, e com estilo. O fixo recebeu a bola dentro da área, deixou Nicolas na saudade ao colocar a bola entre suas pernas e bateu cruzado, firme, para marcar o seu. Mas, como intensidade era o nome da partida, aos 11 minutos os donos da casa assumiram a vantagem no placar. Após cobrança de falta de Acco, Pakito marcou de calcanhar, tirando Willian da jogada.

Pakito ainda fez um golaço. Após assistência de Nicolas, ele tirou Machado da jogada com um belo lençol e chutou forte para ampliar.

Machado deu o troco no fim do primeiro tempo. O pivô recebeu e girou batendo forte e Marcinho rebateu para dentro do próprio gol.

Aos nove minutos da segunda etapa, saiu o segundo de Serginho. Após reposição de bola e sem marcação, Serginho marcou de canhota.

Vander lançou Bruninho Iacovino como goleiro linha e as oportunidades surgiram, mas foram desperdiçadas de ambos os lados. Com apenas 24 segundos no relógio, Raul diminuiu, mas já não restava tempo. A vitória garantiu o Tubarão na final e agora o time do Sul aguarda o adversário que será conhecido na noite deste sábado (1), quando Joaçaba e Jaraguá se enfrentam.

 

Veja os gols da partida:

 

--

Quer receber as notícias no WhatsApp?