Publicidade

Jaraguaense deixa cidade para jornada de sucesso nos e-sports

Compartilhar
Conhecido como ZnZ no mundo dos games, Rafael Zanuzzo leva vida como narrador e comentarista de Fortnite | Foto Eduardo Montecino/OCP News
Conhecido como ZnZ no mundo dos games, Rafael Zanuzzo leva vida como narrador e comentarista de Fortnite | Foto Eduardo Montecino/OCP News

A estrutura é igual à vista nas transmissões televisivas de futebol, com análises e estatísticas. Porém, ao invés da bola rolando, o que se vê é uma jogada do League of Legends, Counter-Strike ou qualquer outro jogo eletrônico famoso.

A função do narrador e comentarista nos e-sports (competições organizadas de jogos de videogame) ganhou maior visibilidade no Brasil recentemente, quando as partidas, além do YouTube, passaram a ser exibidas em diversas plataformas e eventos grandiosos pelo país.

E tem um jaraguaense que começa a trilhar um caminho de sucesso na função. Aos 29 anos, Rafael Zanuzzo é a nova voz do Fortnite, o fenômeno dos games que registra mais de 200 milhões de usuários cadastrados pelo mundo.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

Conhecido no meio como ZnZ, o morador de Jaraguá do Sul foi contratado pela Bad Boy Leeroy (BBL), empresa paulista que detém várias marcas e campeonatos pelo Brasil, e estreou como narrador e comentarista no último mês de abril, durante a fase classificatória do Mundial do game, onde os jogadores lutam pela sobrevivência em uma arena.

Após participar das primeiras semanas de transmissões, ele chegou à cidade natal na manhã de quarta-feira (15), mas volta para capital paulista nesta sexta-feira (17), em definitivo, para continuar ‘vivendo o sonho’, como ele próprio destaca seu atual momento de vida.

“Ver aquele cenário montado e narrando um campeonato desse nível é sensacional. Fico sem palavras para descrever esse momento. Estou vivendo um sonho”, diz.

Confira uma das participações do jaraguaense no canal:

Ao lado da namorada Thaisa Denker, ZnZ vai para São Paulo focado nas últimas seis semanas de narração e comentários para as seletivas ao Mundial de Fortnite, tendo, inclusive, a possibilidade de trabalhar in loco no evento principal, marcado para o mês de julho, em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Além disso, produzirá conteúdos durante toda semana para BBL e fará lives pelo instagram e facebook. Mas os sonhos não param por aí.

Companheira de Rafael há 10 anos, Thaisa Denker (E) acompanhará o namorado em São Paulo | Foto Eduardo Montecino/OCP News

Aliado aos estudos para se manter no mais alto nível da profissão, o jaraguaense tem a especialização em narrar o jogo em outras línguas como próximo passo, com a meta de trabalhar fora do país.

Como se não bastasse, o fomento aos jogos eletrônicos através de palestras e aulas, como já acontece em alguns países, é outro objetivo traçado por Zanuzzo.

“O objetivo está para ser alcançado e quando atingimos algum, temos que criar outro para não se acomodar. Tenho muitos sonhos nesse mundo e vou em busca deles”, ressalta.

História no esporte

A paixão de Rafael Zanuzzo pelos jogos estratégicos começou ainda criança, quando se reunia com os amigos na loja Brasfox para brincar de Magic, um jogo de cartas criado em 1993.

Mas aquilo que era um hobby passou a ficar sério anos mais tarde ao conhecer o Hearthstone, outro jogo de cartas que surgiu como uma evolução do Magic.

Com muito estudo, o jaraguaense ganhou visibilidade no game ao ficar entre os melhores do Brasil, jogando Campeonato Brasileiro, Copa América e etapa do Mundial.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

O auge veio em 2014, quando figurou entre os Top 100 do mundo, o que acabou gerando o convite do amigo Bruno Comarox, para virar narrador do game via internet. A partir daí, acendeu a paixão pela comunicação, área que exerce atualmente em São Paulo com o Fortnite.

Mas engana-se quem pensa que a vida de Rafael se resumiu ao computador e videogame. Fora do mundo eletrônico, ele dedicou grande parte da infância e adolescência ao futsal, onde jogou por muito tempo nas equipes de base de Jaraguá e quase chegou ao profissional. Porém, uma grave lesão o fez tomar a decisão de deixar as quadras.

O apreço pelo esporte fez Zanuzzo entrar na educação física e até dar aulas na Escolinha Xoxo 10, mas sem deixar os jogos de lado, o que gerava uma rotina desgastante, chegando a dormir apenas duas a três horas por dia.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

Quando já tinha aderido o Fortnite como jogo preferido, em 2017, ele se formou como educador físico e seguiu se dedicando aos e-sports até surgir a grande oportunidade de narrar o Mundial em São Paulo.

“É gratificante poder olhar para trás e ver que aquelas noites quase sem dormir valeram a pena. Não tenho palavras para descrever o que estou sentido e choro igual uma criança sobre o que está acontecendo. Essa sensação é única”, afirma.

Luta contra o preconceito

Os e-sports são um fenômeno cultural que atingiu um alcance global de relevância cultural, mercadológica e entretenimento.

Entretanto, ainda há um olhar bastante retrógrado sobre o tema por parte daqueles que não estão acostumados com o assunto ou que não fazem ideia da indústria em ascensão que existe por trás dessas competições.

E Rafael Zanuzzo sofreu isso na pele. No início, os próprios pais não compreendiam o caminho que o filho desejava seguir para carreira. O convencimento veio na base da conversa e demonstrando que há um bom futuro no esporte.

“É normal os pais terem um pé atrás por não terem vivido isso. Mas uma boa conversa, mostrando os benefícios do esporte pode resolver tudo. Mas, claro, é muito importante nunca desviar o foco nos estudos”, declara.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

Depois, o preconceito veio através da mãe de um aluno ainda na época de treinador de futsal. Questionado sobre o futuro da criança entre as quadras e futebol de campo, ele respondeu que cabia ao menino decidir.

O jovem, então, afirmou que gostaria de ser Pro Player (jogador profissional de videogame), o que preocupou a mãe. Porém, o sucesso conquistado por ZnZ nos dias de hoje fez a mãe mudar de ideia e elogiar seu esforço durante toda trajetória no esporte.

“Tudo tem seu tempo. Você tem que estudar e saber dosar muita coisa, mas caso se dedique e busque esse sonho vai conseguir. Passo isso para garotada que me acompanha e que pode dar certo”, finaliza.

Como acompanhar a carreira de ZnZ:

Instagram: @znzxd

Facebook: rafaelznzzanuzzo

Twitter@znzxd1

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?

Compartilhar