O torcedor do Jaraguá Futsal atendeu o pedido da diretoria, comissão técnica e jogadores, e compareceu em grande número na Arena, na noite deste sábado (7), para empurrar o time em busca da vaga às quartas de final da Liga Nacional. Porém, apesar do clima se mostrar todo favorável para uma vitória, a equipe comandada pelo técnico Fio acabou perdendo para o Marreco por 4 a 2, e deu adeus ao sonho do quinto título da maior competição do salonismo brasileiro. Precisando do triunfo no tempo normal para forçar a prorrogação, já que havia perdido o jogo de ida por 3 a 1, no Paraná, o aurinegro mostrou mais volume de ataque durante o jogo e teve sua fanática torcida como grande aliada, transformando a Arena num verdadeiro caldeirão. Mas com um elenco ‘cascudo’, os paranaenses foram cirúrgicos nas chances criadas e conseguiram a vitória com gols de Sinoê, Canhoto, Emerson e Richard, enquanto Keko e Oitomeia marcaram para os jaraguaenses.
Torcida compareceu em grande número na Arena e empurrou o time do início ao fim do jogo | Foto Lucas Pavin/Agência Avante!
“É complicado fazer uma análise depois de uma derrota que não esperávamos. Agora temos que esfriar a cabeça e dar parabéns ao Marreco. A equipe se dedicou, mas hoje (sábado) não foi o nosso dia”, lamentou Fio. “Foi um jogo equilibrado. O Marreco tem uma equipe muito bem postada e nós fizemos o que tínhamos de fazer. Acabamos nos forçando por sempre ter que correr atrás do placar. Fica um sentimento de tristeza, mas ao mesmo tempo de muita alegria por ver a Arena cheia como estava. Poderíamos ter passado, mas fica um sentimento de dever cumprido por ter tentado a vitória de todas as formas”, disse o ala Oitomeia. Com a classificação, o Marreco vai enfrentar o Corinthians nas quartas de final da Liga. Ao Jaraguá resta a disputa do Campeonato Catarinense da Divisão Especial, que se encontra na reta decisiva da fase classificatória. Faltam três partidas para o Jaraguá fechar sua campanha, a qual ocupa atualmente a vice-liderança com apenas um ponto atrás do primeiro colocado Concórdia. O próximo desafio do aurinegro será no dia 17 de outubro, contra Blumenau, fora de casa. Depois, irá encarar Tubarão e Mafra. O jogo As duas equipes começaram o jogo se arriscando no ataque, mas tendo dificuldades de furar as defesas bem postadas de ambos os lados. A primeira grande chance apareceu aos 4 minutos e pelo lado do Jaraguá. Em falta na risca da área, Oitomeia tocou para Gava, que soltou uma bomba no travessão. A trave voltou a atrapalhar o aurinegro dois minutos depois, desta vez com Assis, que carimbou o poste esquerdo. Já o Marreco assustava nos contra-ataques e depois de Hulk salvar um chute cara a cara com Pedro, os visitantes conseguiram abrir o placar, aos 9. Em cobrança rápida de escanteio, Sinoê recebeu o passe próximo da grande área, girou sobre a marcação e chutou no alto sem chances para Hulk. O gol abalou o time jaraguaense, que passou a errar muitos passes e teve dificuldades na criação de jogadas, levando perigo apenas em chute de longe de Keko, que obrigou Quinzinho a fazer boa defesa, aos 13. Os paranaenses também tiveram uma oportunidade com Kauê, aos 15, mas Hulk apareceu bem para evitar, mantendo o 1 a 0 até o intervalo. Já no segundo tempo, os donos da casa voltaram com uma postura muito mais agressiva e criaram três grandes chances logo nos dois minutos iniciais. Na primeira, Keko arriscou finalização, mas a bola caprichosamente foi para fora. Na segunda, Serginho acertou a trave esquerda. Mas de tanto insistir, o empate veio na terceira tentativa. Após receber passe de Oitomeia na ala esquerda, Serginho cruzou rasteiro para Keko que empurrou para as redes, incendiando a Arena. Precisando da vitória, o aurinegro continuou pressionando o adversário e quase virou o marcador, aos 5, mas Quinzinho operou dois milagres em chutes de Schneider e Serginho. A partir daí, o confronto ficou mais amarrado, mas no primeiro contra-ataque bem encaixado, o Marreco chegou ao seu segundo gol com Canhoto, aos 10. Porém, o Jaraguá não se abateu e voltou a empatar, aos 15, após o juiz assinalar um pênalti em cima de Marcio, convertido por Oitomeia. Logo em seguida, o técnico Fio colocou Assis como goleiro-linha. Mas em um erro na troca de passes, Oitomeia foi obrigado a dar um carrinho por trás no adversário para evitar o gol, cometeu a sexta falta coletiva e acabou sendo expulso, aos 18 minutos. Na cobrança do tiro livre direto, Emerson colocou no ângulo esquerdo de Hulk. Aproveitando as brechas na defesa jaraguaense, o Marreco ainda marcou o quarto com Richard, faltando apenas 40 segundos. Leia também: “Queremos que a Arena vire um caldeirão a nosso favor”, pede técnico do Jaraguá Futsal