Jaraguá busca ser referência no vôlei de praia no Estado

Equipes treinam diariamente na Arsepum e contam com um total de 16 atletas - Fotos: Rafael Verch/OCP Online

Por: OCP News Jaraguá do Sul

13/04/2016 - 04:04 - Atualizada em: 14/04/2016 - 09:19

Um 2015 finalizado de forma positiva, com a esperança de um 2016 ainda melhor. É desta forma que o vôlei de praia de Jaraguá do Sul segue em ascensão e busca se afirmar no cenário estadual e nacional. Após reativar suas atividades há três anos, depois de uma temporada sem participar de campeonatos, a modalidade vem crescendo e ganhando cada vez mais praticantes no município.
Mesmo sem contar com uma grande estrutura, que possibilita em uma chance maior de revelar grandes talentos, os atletas jaraguaenses vem conquistando resultados expressivos nas areias. Após vencer algumas competições pelo Estado, no ano passado, a atual temporada iniciou com um título na 1ª etapa do Catarinense e um histórico 5º lugar no Brasileiro de Seleções, alcançado por João Vitor Di Mari e Joshua Carvalho de Araújo, ambos de 16 anos, que igualaram o melhor resultado obtido por Santa Catarina, na categoria Sub-19. “Todo esporte novo tem uma dificuldade. Hoje temos bons resultados, mas tendo uma estrutura um pouco frágil. Mesmo com as dificuldades e com um grupo muito novo em mãos começamos o ano com o pé direito”, destacou o técnico Cezar Augusto Carneiro de Oliveira.

volei_rafa_opção3
Atualmente, a equipe AMIVÔLEI/FME/Academia Impacto conta com quatro duplas femininas e outras quatro masculinas, que treinam diariamente, alternando atividades físicas em academia e táticas nas quadras da Arsepum. Para continuar em evolução com o esporte em Jaraguá do Sul, Oliveira busca massificar o projeto através da abertura de uma escolinha, na própria Arsepum, e outra no Acaraí, além de promover festivais escolares para as categorias Sub-14 e Sub-17, com o objetivo de resgatar e lapidar novos talentos. “Precisamos criar mais ações. Acredito que montando escolinhas e fazendo festivais escolares é o caminho para continuarmos em ascensão. Já houve um crescimento grande no número de praticantes e hoje estamos entre as três maiores forças do Estado. Agora vamos lutar para que em 2017 sejamos a maior referência em Santa Catarina”, disse o treinador.