O Jaraguá Futsal segue imbatível jogando em casa na Liga Nacional. Na noite desta terça-feira (2), nem o líder isolado da competição conseguiu tirar a invencibilidade do aurinegro na Arena, que mostrou a sua dedicação habitual em quadra e bateu o Copagril, pelo placar de 3 a 2, impondo apenas a segunda derrota do time de Marechal Candido Rondo-PR em toda primeira fase, enquanto os jaraguaenses somam sete vitórias e um empate sob seus domínios. O duelo foi válido pela 16ª rodada.

A etapa inicial do Jaraguá foi avassaladora, abrindo três gols de vantagem com facilidade. O primeiro veio aos 4 minutos, quando Alemão rolou para Valença, que chutou de bico no canto direito para abrir o placar. Um minuto depois, Alvim fez linda jogada, puxou contra-ataque e tocou para Pett, que sozinho na frente de Dalton, driblou o goleiro paranaense e só completou para as redes. Já aos 17, em cobrança ensaiada de lateral, Vitor Hugo passou para Alemão, que com mais um toque deixou Pett novamente cara a cara com Dalton. Desta vez, o camisa 10 dominou e com muita categoria tocou por cima do arqueiro para marcar o terceiro.

linha azul

SELEÇÃO

linha azul

Na volta do intervalo, os visitantes foram para cima em busca da reação e descontaram o prejuízo logo aos 2 minutos, com Eduardo Jaba. Restando sete minutos para o fim, a equipe paranaense apostou no goleiro linha, que surtiu efeito aos 18, quando Cristian fez o segundo. Apesar da pressão do adversário, os mandantes seguraram a vitória até o apito final, saindo de quadra sob aplausos dos torcedores na Arena.

IMG_0050

“Importante vitória. Enfrentamos uma equipe muito difícil de ser batida. O nosso torcedor, mesmo os poucos que vem, nos incentivam do início até o final, e isso é muito importante. Esse grupo é muito merecedor”, destacou Valença. “Foi uma vitória da superação. Fizemos um excelente primeiro tempo, conseguindo atacar e marcando bem. Já no segundo tempo jogamos muito em função de estar ganhando o jogo por 3 a 0 e passamos dificuldades que é até normal. Mas no fim a equipe mais competente foi premiada”, avaliou o técnico Sergio Lacerda “Sabíamos da qualidade do Copagril por serem líderes da competição. Mesmo com as dificuldades, trabalhamos forte durante a semana e estamos dia a dia lutando para que dê tudo certo e saiam todos bem desta batalha”, disse Pett.

Com o resultado, o aurinegro chegou aos 24 pontos e subiu para a sexta colocação em 14 partidas disputadas, duas a menos em relação ao Copagril que aparece no topo da tabela de classificação, com 32. Agora, o próximo compromisso do Jaraguá na Liga Nacional será na segunda-feira, dia 8 de agosto, contra o Orlândia, fora de casa. O confronto acontece às 20h15, na Arena João Mambrini.

IMG_0042

Semana decisiva Ao fim da partida, alguns jogadores voltaram a falar sobre a situação delicada que o clube vem passando fora das quatro linhas. De acordo com eles, todo esforço está sendo feito para manter o projeto ativo na cidade, mas preferiram deixar o futuro em aberto e afirmaram que esta será uma semana decisiva em relação a continuidade ou não da equipe até o fim da temporada. “É fundamental o que a gente vem fazendo desde o início do ano. É a entrega e não deixar nada nos abalar. Mais uma vez provamos que independente de qualquer coisa, o time tem brio”, afirmou Alvim.

“A situação chegou num ponto, que pelo bem do futsal e dessa cidade maravilhosa, tem que haver mudanças. Não tem culpado nenhum, mas na situação que chegou não podemos deixar escapar ou perder uma vaga de Liga, porque é maravilhoso jogar aqui”, disse Vitor Hugo. “Infelizmente não sabemos o dia de amanhã. Esperamos que as coisas se resolvam. Até agora estamos conseguindo esquecer os problemas que estão acontecendo em dia de jogo, mas essa é uma semana decisiva”, declarou o capitão Valença.

“É uma semana importante. Depois daquela reunião, os problemas continuam e infelizmente não apareceram empresas interessadas em investir no projeto. As conversas não evoluíram e agora é aguardar. Vou continuar brigando em busca de um patrocínio”, afirmou Franklin, ainda ressaltando qual será a tendência, caso não apareça um novo apoiador até o fim da semana. “É realmente parar o time. Alguns jogadores mencionaram que é até complicado vir para o treino pelos gastos. Vou me reunir novamente com eles, provavelmente na quinta-feira (4), e ver o que pensam”, completou.