Ansiedade, expectativa e muito foco. Da conquista do contrato inédito com o UFC, através da vitória no Contender Series Brasil, em agosto do ano passado, até a estreia na organização, Taila Santos passou por um “misto de sentimentos”.

SAIBA MAIS: Jaraguaense garante vitória em Las Vegas e fecha contrato com o UFC

Mas o intervalo de quase seis meses, dedicados integralmente aos treinos, chegou ao fim. Neste sábado (2), a primeira jaraguaense a alcançar o Ultimate, enfim, entrará no octógono mais famoso do mundo.

Na sétima e penúltima luta do card preliminar do UFC Fight Night 144, em Fortaleza, a lutadora de 25 anos encara a italiana Mara Romero Borella, no peso-mosca (57kg).

“Estou bem confiante, porque tenho os melhores treinadores e equipe, além do apoio da minha família e amigos que estão mandando uma energia muito positiva para mim. Isso me dá muita força e confiança”, disse Taila.

Foto Divulgação/UFC

O otimismo da atleta da Astra Fight Team, de Balneário Camboriú, também se reflete pelos números no MMA. Até aqui, ela se manteve invicta como profissional após 15 vitórias em 15 combates. Do outro lado, Mara Borella apresenta um cartel com 11 triunfos e cinco revezes.

Apesar do histórico positivo, a jaraguaense não se ilude com a invencibilidade e ressalta a felicidade de estar no maior palco de artes marciais do planeta.

“Estou tranquila. É um sonho que está se realizando, só de estar aqui (Fortaleza) e ver de perto os atletas que sempre vi na televisão. É um clima muito bom e espero fazer uma boa luta para coroar tudo isso”, declarou.

Foto Eduardo Montecino/OCP News

O card está marcado para iniciar às 20h e a luta de Taila Santos deve acontecer por volta das 22h, no Canal Combate. “O público que vai me assistir pode esperar uma Taila com muita sede de vitória”, afirmou a jaraguaense, que ainda falou da satisfação em representar sua terra natal.

“Fico feliz em saber que saí de Jaraguá do Sul, uma cidade pequena, que agora estou representando a nível mundial. Fico feliz com a torcida e vou dar o máximo para vencer ”, finalizou.

Adversária polêmica

A distinção de personalidade pode ser considerada uma marca da luta entre Taila Santos e Mara Borella. Afinal, o perfil tranquilo e centrado da jaraguaense não condiz em nada com sua adversária.

Atleta da American Top Team, a italiana apareceu recentemente no noticiário ao receber uma punição – fora do Ultimate – que expira em 2044, por venda e distribuição de drogas em bares, boates e academias, contravenção por competir enquanto suspensa e proibição do uso de instalações esportivas do país enquanto cumpria a pena.

Mara Borella, adversária de Taila | Foto Divulgação/UFC

Tirando as polêmicas fora do octógono, as características de Borella em combate também já são bem conhecidas por Taila. Com discurso de muito respeito, a jaraguaense projeta uma adversária tentando levar a luta para o chão a todo momento.

“Eu acredito que ela vá procurar mais a luta de chão, então vou tentar evitar isso e ir para trocação. Espero que seja uma luta boa e limpa. Que nós duas dê o máximo lá dentro (octógono) e a melhor saia com a vitória”, destacou.

Apoio familiar

Taila encarou um caminho longo e árduo para realizar o grande sonho de sua vida no MMA. Apesar dos diversos obstáculos enfrentados ao longo do caminho, a lutadora contou com apoio de toda família para seguir acreditando, principalmente vindo de uma pessoa: o pai Gilson Caetano.

Proprietário da extinta academia Show Thai, em Jaraguá do Sul, e considerado o grande precursor do MMA na cidade após 26 anos dedicados ao esporte, o maior incentivador da carreira de Taila estará no corner da filha, junto com o técnico Marcelo “Brigadeiro”.

“A expectativa é de vitória, devido ao grande trabalho feito pelos profissionais que tem amparado a Taila”, comentou.

Pai de Taila, Gilson Caetano (D) é um dos ícones do MMA em Jaraguá I Foto Eduardo Montecino/OCP News

Gilson também falou do sonho dividido com a família, que estará em peso na capital cearense.

“A família estará toda presente e vai ser muito bacana. Estamos muito felizes com o que está acontecendo, não só minha família, mas todo povo jaraguaense que conheceu a Taila, desde pequena e a vê hoje no UFC. Isso é um sonho realizado para nós”, finalizou.

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-galo: Raphael Assunção x Marlon Moraes
Peso-pena: José Aldo x Renato Moicano
Peso-meio-médio: Demian Maia x Lyman Good
Peso-leve: Charles do Bronx x David Teymur
Peso-meio-pesado: Johnny Walker x Justin Ledet
Peso-palha: Livinha Souza x Sarah Frota

CARD PRELIMINAR (20h, horário de Brasília):
Peso-médio: Anthony Hernandez x Markus Maluko
Peso-mosca: Mara Romero Borella x Taila Santos
Peso-meio-médio: Thiago Pitbull x Max Griffin
Peso-pesado: Júnior Albini x Jairzinho Rozenstruik
Peso-galo: Ricardo Carcacinha x Said Nurmagomedov
Peso-mosca: Magomed Bibulatov x Rogério Bontorin
Peso-pena: Geraldo de Freitas x Felipe Cabocão

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?