It’s time! Jaraguaense Taila Santos disputa cinturão do UFC contra Valentina Shevchenko

Por: Lucas Pavin

11/06/2022 - 00:06 - Atualizada em: 11/06/2022 - 00:57

No dia 2 de fevereiro de 2019, Taila Santos estreava no UFC, contra Mara Romero Borella. A derrota para italiana era mero detalhe, afinal, passados três anos, a jaraguaense tem o capítulo mais importante desta trajetória neste sábado (11).

Em Singapura, a lutadora de 28 anos disputa o cinturão do peso-mosca (até 56,7kg) na co-luta principal do UFC 275, contra a campeã Valentina Shevchenko.

A chance de faturar o título coroa uma ascensão meteórica da integrante da Thai Brasil Floripa na organização. Após o revés para Borella numa parelha decisão dividida, ela engatou quatro vitórias que a colocaram na quarta posição da divisão e como primeira da fila pela “cinta”.

“(Sentimento) de felicidade, de trabalho realizado e concretização de um sonho”, disse Taila, após a pesagem na sexta-feira (10).

A missão de voltar para casa como campeã não será das mais fáceis. Do outro lado, está a oponente do Quirguistão que ainda não perdeu na categoria em oito lutas e vem de seis defesas de cinturão, sendo a líder do ranking peso por peso feminino do Ultimate.

Fotos: Divulgação/UFC

Mesmo tratada como ‘azarão’, a jaraguaense afirma ter uma estratégia bem definida para derrubar o favoritismo da rival.

“Ela é uma menina bem dura, a gente sabe, não é à toa que é campeã, mas toda luta e todo atleta têm falhas. Fizemos um treino bem específico voltado para as falhas, para onde a gente quer se encaixar no jogo dela para dar tudo certo (…). Vim do muay thai, mas gosto muito de luta de solo também, e creio que buscando uma luta de solo ali ela é um pouco mais travada e me sinto melhor. Acho que buscando uma luta de solo seja o caminho”, declarou.

No cartel, Taila Santos soma 19 vitórias e apenas uma derrota no MMA profissional, enquanto Valentina Shevchenko tem 22 triunfos e três reveses.

Elas se enfrentam na penúltima luta do card principal, que começa às 23h. Logo depois, o também brasileiro Glover Teixeira defende o cinturão do peso meio-pesado contra o tcheco Jiri Prochazka.

Trajetória no UFC

Taila Santos vai para o maior desafio de sua carreira vivendo grande momento.

Depois de sofrer a única derrota do card na estreia do UFC para a italiana Mara Romero Borella em 2019, Taila conquistou o direito de disputar o título dos moscas ao engatar quatro vitórias convincentes, que a colocaram no quinto lugar da categoria.

Nesse período, bateu a inglesa Molly McCann, a canadense Gillian Robertson, a norte-americana Roxanne Modafferi, e, por último, a escocesa Joanne Wood, com uma expressiva finalização no primeiro round, no dia 20 de novembro do ano passado.