Não faltou emoção na final da Eurocopa 2020. Após empate em 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação, a Itália foi mais eficiente nas penalidades e venceu a Inglaterra por 3 a 2 neste domingo (11), em Wembley, ficando com o título da competição.

Shaw, logo no início do primeiro tempo, abriu o placar para os donos da casa, mas Bonucci deixou tudo igual para os italianos na etapa final.

Já nos pênaltis, o goleiro Donnarumma brilhou ao defender duas cobranças e contou com o erro de outro cobrador inglês para dar a taça da Euro à Azzurra após quase 50 anos.

Natural de Imbituba, o ítalo-brasileiro Jorginho perdeu sua cobrança, mas se tornou o primeiro catarinense a conquistar o torneio.

A única vez que os italianos haviam sido campeões foi em 1968 e agora estão empatados com a França na segunda posição na lista dos maiores vencedores do torneio.

Alemanha e Espanha, ambos com três taças, estão no topo. A Inglaterra, por sua vez, disputou a final pela primeira vez e teve que adiar o sonho do título inédito.